Bandes abre chamada Pública para selecionar gestoras de Fundos de Venture Capital (VC)

O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) está com edital de chamada pública aberta para a seleção de gestores, visando à estruturação do fundo exclusivo de investimento em participações. O processo conduzido pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) tem prazo para o recebimento das propostas até o dia 17 de julho.

Os interessados podem acessar o edital, o roteiro para elaboração da proposta e o modelo de proposta no site do banco pelo ícone “Chamada Públicas FIPs”.

A gestora de venture capital selecionada administrará um Fundo de Investimento em Participações (FIP), a ser constituído com recursos do Fundo Soberano (Funses). Este fundo será um dos maiores da categoria venture capital da atualidade no País, tendo aporte inicial de R$ 250 milhões.

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, destaca que o novo mecanismo disponível contribuirá para a atração de investimentos para o Estado, fomentando o ambiente de negócios e contribuindo para a geração de emprego e renda à população.

“Com a estruturação deste FIP, com recursos do Fundo Soberano, o Estado atrairá e ajudará a desenvolver novos negócios no Espírito Santo. É um processo que contribui para a diversificação da economia capixaba, gerando novas oportunidades para as gerações futuras”, destaca Abud de Oliveira.

Ele enfatiza ainda que a gestora de Venture Capital selecionada terá papel importante em todo o processo, sendo responsável pela originação das empresas, investimento, aceleração e desinvestimento.

Após a análise, negociação e diligências, o Fundo adquire um percentual de suas ações, ou seja, o FIP prospecta empresas e entra como sócio acionista por um período determinado. “Compete ao Bandes a condução de todo este processo pelo seu know-how nesta modalidade de investimento e por seu papel de articulador do desenvolvimento”, enfatiza Abud de Oliveira.

Uma das principais funções que será desempenhada pela gestora é a seleção de empresas que serão investidas por meio de participação acionária. Esse tipo de investimento é uma modalidade de apoio distinta do crédito tradicional, na qual uma empresa gestora do Fundo identifica o potencial de crescimento de um negócio e adquire um percentual de suas ações.

Ou seja, o Fundo prospecta empresas e entra como sócio acionista por um período determinado. O Fundo, como acionista, traz experiência e boas práticas que apoiam a gestão e a governança da empresa. Assim, com o tempo, a empresa ganha expertise e resultados.

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
faleconosco@bandes.com.br


Leia mais

Leia também