Banco Central oferece ferramentas gratuitas de educação financeira

Como lidar com o meu dinheiro? Pagar à vista ou parcelado? Com juros ou sem juros? Comprar ou não comprar? Esses são alguns temas de projetos e iniciativas que o Banco Central do Brasil vem promovendo na área de educação financeira para orientar o cidadão a gerenciar bem seus recursos. Todo esse material é disponibilizado gratuitamente em relatórios com informações que podem ajudar muito as pessoas no seu dia a dia como cliente do sistema financeiro.

E algumas dessas ações receberam, recentemente, citações em publicação divulgada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Rede Internacional para Educação Financeira (International Network for Financial Education – INFE) como exemplos de sucesso no setor.

O documento internacional cita os seguintes programas de educação financeira: o Registrato; a página Minha Vida financeira; a Calculadora do Cidadão; e os programas “É da sua conta” e “Aprender Valor”, além das postagens com conteúdo de educação financeira nas redes sociais.

Vale destacar que o Brasil mantém os esforços para se tornar membro da OCDE, por isso, como observou o chefe do Departamento de Proteção da Cidadania Financeira, do Banco Central, Luís Gustavo Mansur Siqueira, ser citado pela organização é um indicador positivo. Mostra, por exemplo, que o trabalho desenvolvido pelo Banco é relevante e está alinhado às tendências internacionais.

Minha Vida financeira

Na página Minha Vida Financeira, o Banco Central fornece informações e tira dúvidas sobre várias operações bancárias, como empréstimos e financiamentos; cotas e relacionamentos em bancos; sobre cheques sem fundo; e dívidas com o setor público federal.

Acesse a página

Registrato

O Registrato é uma ferramenta de monitoramento financeiro que permite ao cidadão consultar, de forma gratuita, quais e quantas contas correntes e empréstimos, por exemplo, estão vinculados em seu CPF. A ferramenta mostra, ainda, quais chaves Pix foram registradas e informações sobre empréstimos e financiamentos em seu nome. Por meio dele, é possível também saber dados sobre operações de câmbio e transferências internacionais feitas.

“O Registrato é uma ferramenta muito importante para o cidadão monitorar a sua vida financeira e até mesmo para evitar fraudes. Ele está disponível no site do Banco de forma gratuita”, ressaltou o chefe do Departamento de Proteção da Cidadania Financeira do Banco Central, Luís Gustavo Mansur Siqueira.

Saiba mais sobre o Registrato

Calculadora do Cidadão

A Calculadora do Cidadão é um aplicativo que simula operações do cotidiano financeiro a partir de informações fornecidas pelo usuário. O cálculo deve ser considerado apenas como referência para as situações reais e não como valores oficiais.

“A Calculadora do Cidadão permite a realização de vários tipos de cálculos, como o valor das parcelas de um financiamento ou o cálculo do rendimento de uma aplicação financeira. A Calculadora está disponível na internet e também como aplicativo para celular, para que o cidadão possa tê-la sempre a mão em caso de necessidade”, explicou Siqueira.

Acesse a Calculadora do Cidadão

É da Sua Conta

Com o objetivo de informar melhor o consumidor de serviços financeiros, o Banco Central, com o apoio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), criou o É da Sua Conta. Um curso on-line gratuito destinado especialmente para quem trabalha com proteção ao consumidor de produtos e serviços financeiros.

Acesse o É da Sua Conta

Aprender Valor

O Aprender Valor é um curso para o consumo e educação financeira nas escolas. A ação tem como objetivo levar a educação financeira para as escolas públicas do ensino fundamental de todo o país.

Banco Central oferece ferramentas gratuitas de educação financeira

OCDE citou ações do Banco Central como exemplos de sucesso no setor. Foto: Banco de imagens

Leia mais

Leia também