Bahia registra perda de R$ 1,5 bi na arrecadação nos últimos 3 meses

Por conta da pandemia, a Bahia já perdeu R$ 1,5 bilhão em receitas brutas, de abril a junho, se comparado ao mesmo período do ano passado. O cálculo foi feito pela Secretaria de Fazenda do Estado, que considerou o total arrecadado com impostos e taxas estaduais e as transferências obrigatórias do Fundo de Participação dos Estados (FPE).   

O secretário de Fazenda baiano, Manoel Vitório, reiterou que as perdas tomam por base números de 2019 e que não refletem, necessariamente, a realidade financeira deste ano. Segundo ele, pressionada pela expansão nos gastos necessários ao enfrentamento da pandemia, o impacto nas contas públicas tende a se amplificar. 

A principal perda foi com o ICMS, considerado o principal tributo na Bahia. A queda foi superior a R$ 1 bilhão na arrecadação, em comparação a 2019. No pacote, estão também o FPE, IPVA, ITD e taxas. 

Em relação à pandemia, a Bahia já contabiliza um gasto de mais de R$ 812 milhões, com projeção de mais despesas para as próximas semanas, que podem alcançar R$ 877 milhões. Segundo o governo, os gastos ocorrem não apenas na área de saúde, mas também em educação, justiça e direitos humanos, administração penitenciária, administração e segurança pública, incluindo as polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros.
 

Foto: Agência Brasil

Leia mais

Leia também