Bagé, no Rio Grande do Sul, tem uma das primeiras escolas cívico-militares do país

Bagé, no Rio Grande do Sul, tem uma das primeiras escolas cívico-militares do país

A escola cívico-militar atende 700 alunos do ensino fundamental e da Educação de Jovens e Adultos. Foto: TV Brasil

Maria Eduarda Santos da Silva, tem 11 anos, e está no sexto ano da escola Municipal Cívico Militar de Ensino Fundamental São Pedro, em Bagé (RS). Ela tem um sonho: ser jornalista e trabalhar na Comunicação Social do Exército. O gosto pela carreira militar sempre existiu, mas aumentou depois que o colégio onde estuda aderiu ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). Ela contou que as notas dela e de outros colegas melhoraram, além do comportamento dos alunos. “Tem respeito, disciplina, tem hierarquia. E, para mim, isso é bom, porque eu fiz meu aniversário todo militar e meu sonho é ser da Comunicação Social do Exército Brasileiro”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro conheceu o colégio nesta sexta-feira (31), que é uma das 54 instituições espalhadas por todo o país escolhidas para fazer parte do Pecim em 2020.

A escola atende 700 alunos do ensino fundamental e da Educação de Jovens e Adultos, e aderiu ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares no início deste ano. O programa prevê a atuação conjunta. Os militares atuam no apoio à gestão escolar e educacional. Os professores e demais profissionais da educação continuam responsáveis pelo trabalho didático-pedagógico. As escolas também recebem uma verba do Governo Federal para ajudar nos custos com manutenção.

O pai da estudante, o vigilante Carlos Machado da Silva, é presidente do conselho de pais da escola. Segundo ele, já é possível perceber avanços desde que os militares começarem a atuar no colégio.

“Mudou cem por cento, porque antigamente a educação aqui no município e na escola não tinha aquele valor que está tendo hoje. As crianças hoje, a gente nota, pedem licença, senhora, senhor. Os alunos são mais interessados. Antigamente, batia o sinal aqui, era uma correria nessas escadas. Coitado dos professores. Hoje não. Todos eles calmos, conversando”, contou Carlos.

A escola São Pedro, segundo o presidente do conselho de pais, desde que adotou o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, também conseguiu reduzir os índices de violência entre alunos. E, em tempos de pandemia, se adaptou à nova realidade virtual.

“A nossa escola hoje é uma das primeiras em matéria de dar aula on line. É a primeira escola que aconteceu isso aí. Então, hoje, os alunos não ficam sem matéria por causa da pandemia”, esclareceu Carlos.

 

Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares

 

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) foi lançado pelo presidente Jair Bolsonaro em 2019, por meio do Decreto nº 10.004. O projeto prevê a implantação de 54 escolas cívico-militares só neste ano. A adesão dos colégios foi voluntária e foram selecionadas 40 escolas estaduais e 14 escolas municipais em 22 estados e no Distrito Federal.

A região Norte foi contemplada com 18 escolas; o Sul, com 13; e o Centro Oeste, com 11. O Nordeste conta com 7 instituições; e o Sudeste, com 5.

O modelo está sendo implantado pelo Ministério da Educação em parceria com o Ministério da Defesa. A ideia é que os militares da reserva das Forças Armadas atuem na gestão educacional das instituições.

Neste ano, o MEC vai destinar R$ 54 milhões para levar a gestão cívico-militar nessas 54 escolas. Ou seja, R$ 1 milhão por instituição de ensino.

A meta é ter 216 escolas cívico-militares até 2023.

Para aderir ao programa, a escola precisa ter baixo desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), atender de 500 a mil alunos, oferecer Ensino Fundamental de anos finais, entre o sexto e nono ano, ou Ensino Médio, e possuir a aprovação da comunidade escolar para a implantação do modelo.

Leia mais

Campanha de vacinação segue até 30 de outubro

Dia “D” de campanha de multivacinação e poliomielite será neste sábado (15). Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil Mais de 40 mil postos estarão abertos...

Novo mapa de risco da Covid-19 tem 41 municípios em risco alto e 37 moderados

Nesta segunda-feira, 13, entra em vigor o 13º Mapa de Risco para a Covid-19 no Espírito Santo, que é valido até o domingo, 19. No...

Brasil está entre os 20 países com melhor oferta de serviços digitais

O Brasil ficou em primeiro lugar na América do Sul, segundo pesquisa. Foto: Banco de imagens O trabalho realizado pelo Brasil na oferta de serviços...

Ministério Público Federal pede que ES tenha serviço de referência para interrupção legal de gravidez

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil...

Leia também

Dia 31 é feriado no comércio de Nova Venécia

Sábado da semana que vem, dia 31 de outubro, é feriado no comércio de Nova Venécia em comemoração ao Dia do Evangélico. Todos os estabelecimentos comerciais...

Deputado quer saber o que aconteceu no dia do incêndio na Praia do Canto

Devido a relatos de cidadãos revoltados com a...

Enivaldo vota a favor de novos cabos e ressalta justiça feita a PMs e Bombeiros

O deputado estadual Enivaldo dos Anjos, líder do...