Avanço de variante descoberta na Índia altera planos de reabertura na Europa


A variante Delta da Covid-19 descoberta na Índia, considerada uma das mais transmissíveis, tem atrasado os planos de reabertura de alguns dos principais países da Europa. A cepa está ganhando terreno em países como Alemanha, Espanha e França, e é a maior preocupação de autoridades do Reino Unido e de Portugal, onde o número de casos é maior.

De acordo com uma análise do Financial Times publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, a  variante indiana é responsável por 96% das infecções sequenciadas por covid-19 em Portugal, mais de 20% na Itália e cerca de 16% na Bélgica. No Reino Unido, o número de casos triplicou no último mês, passando para 98% das novas infecções.

Por conta do avanço dos casos com a variante, alguns países preferiram retroceder no relaxamento de algumas restrições. Em Portugal, o governo proibiu viagens não-essenciais com partida ou destino à região metropolitana de Lisboa.  

No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson suspendeu o relaxamento das restrições ainda vigentes , adiando o que vinha sendo chamado de “Dia da Liberdade” pela imprensa britânica, marcado para 21 de junho.

“Acho sensato esperar um pouco mais”, afirmou Johnson durante o anúncio, em 14 de junho. “Ao sermos cautelosos agora, teremos a oportunidade nas próximas semanas de salvar milhares de vidas ao vacinarmos mais milhares de pessoas.”