Aumenta número acidentes de trânsito com morte no ES

A mortalidade nos acidentes de trânsito no Espírito Santo aumentou em 2021. Nos quatro primeiros meses do ano, os registros apresentaram um aumento de 3% se comparado com o mesmo período de 2020.

Um desses graves acidentes aconteceu na Rodovia do Sol. Um entregador de lanches, conhecido como “Gordão”,  morreu após ser atingido por um carro. Segundo testemunhas, o veículo estava em alta velocidade e era conduzido por um rapaz de 25 anos. A morte do jovem chegou a ser motivo de protestos em Vila Velha.

Em Cariacica, uma criança de um ano e duas mulheres morreram em um acidente de carro. O veículo capotou com oito pessoas dentro na BR-101. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o homem que conduzia o veículo não possuía carteira de habilitação.

Na rodovia Darly Santos, em Vila Velha, mais uma vítima no trânsito. A jovem Amanda Marques, de 20 anos, morreu após ser atingida por um carro. Ela estava na moto com o namorado Matheus José Silva.

Somente nos primeiros quatro meses deste ano, foram registrados 212 acidentes com morte. Em 2020, neste mesmo período, foram contabilizados 206 casos. Foram seis vítimas a mais.

Para o especialista em mobilidade urbana Tarcísio Bahia, esse aumento de 3% dos casos possui duas explicações. Uma delas é o fato das pessoas estarem mais em casa devido à pandemia. Com isso é possível notar o crescimento das vendas online, sendo assim, motociclistas acabam se arriscando nas pistas para entregarem os pedidos cada vez mais rápido.

Outro fator aliado à imprudência, que ajuda nesse aumento de acidentes graves, é o número de carros circulando, pois as pessoas estão retomando as atividades gradualmente.

O especialista lembra ainda que muitas vítimas acabam ocupando leitos que poderiam ser usados para outro fim.

“Deve ser levado em consideração a ocupação de leitos nos hospitais no momento que deveria ser evitado, para poder privilegiar o combate à covid.  Então está voltando a ter uma série de internações nos hospitais de pessoas acidentadas no trânsito”, explicou.

Na Grande Vitória, Cariacica foi o município que registrou o maior aumento: 57%. O número de acidentes saltou de sete para 11; em Vitória o aumento foi em 17%, aumentando os casos de seis para sete. Já as demais cidades, registraram queda no número de acidentes com morte.

Vila Velha contabilizou nove acidentes de janeiro a abril, enquanto no ano passado foram 13, no mesmo período. Na Serra, o número reduziu de 18 acidentes com morte para 29. Uma queda de 38%.

Segundo este levantamento da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), sábado é o dia com maior registro de acidentes e as causas estão ligadas à alta velocidade.

“As vias urbanas são compartilhadas pelos ciclistas, pedestres e por outros usuários que precisam da sua colaboração, da sua responsabilidade. Então vamos prestar a atenção em todos esses fatores, pois somente assim a gente vai conseguir diminuir esses números”, afirmou o capitão Anthony do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar.

Informações: Folha Vitória


Leia mais

Leia também