Aulas são retomadas nas escolas da rede estadual do Espírito Santo

 

Sala de aula no Espírito Santo — Foto: Divulgação/Sedu-ES
Sala de aula no Espírito Santo — Foto: Divulgação/Sedu-ES

 

As atividades nas escolas públicas estaduais do Espírito Santo foram retomadas na manhã desta quinta-feira (4). O modelo de ensino será presencial/híbrido (com revezamento de alunos) ou remoto.

As aulas presenciais, entretanto, só serão autorizadas nas escolas que ficam em cidades classificadas com risco baixo ou moderado para a transmissão da Covid-19 no mapa de risco do governo, que é atualizado semanalmente.

Nas escolas municipais, o início das aulas e o modelo de ensino (remoto, presencial ou híbrido) será definida por cada prefeitura, entre os dias 2 de fevereiro a 1º de março. Em Vitória, retorno acontece no dia 22 de fevereiro.

Na rede particular de ensino, as aulas foram retomadas na segunda (1ª), em 90% das escolas.

Segundo o governo, serão enviados dois projetos de lei à Assembleia Legislativa: um visando a concessão de ajuda de custo a professores, pedagogos e diretores efetivos no valor de R$ 5 mil para a aquisição de equipamento de informática (notebook, Chromebook ou tablet), e outro dispondo do “auxílio internet” no valor de R$ 50 mensais para cada professor – efetivo ou em designação temporária (DT).

Também foram anunciados o processo licitatório para a aquisição de notebooks destinados a profissionais da educação em designação temporária (DT) e da adesão à ata de registro de preço para compra de 60 mil Chromebooks, que serão destinados a estudantes da rede pública estadual.

O governo explicou que os computadores ficarão com os professores efetivos, e os professores contratados terão que devolver os equipamentos no fim do ano letivo.

A mesma coisa vale para os alunos. Eles recebem os computadores e depois devolvem no final do ano ou se saírem da escola.

Nesse primeiro momento, os computadores serão entregues para alunos do ensino médio. Mas o governo pretende comprar mais equipamentos para atender todos os alunos da rede estadual.

Leia mais

Leia também