Atletismo conquista novas medalhas em Tóquio

O atletismo continua se destacando na conquista de medalhas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. A modalidade garantiu mais três medalhas dentre as seis alcançadas pelo Brasil na madrugada desta quinta-feira (2). Foram ouro, prata e bronze. O atletismo já soma 19 medalhas em Tóquio.

A modalidade tem 65 esportistas na disputa por medalhas nos Jogos Paralímpicos e 64 fazem parte do Bolsa Atleta, programa de patrocínio individual do Governo Federal. Destes, 55 integram a categoria Pódio, a principal do programa, voltada para quem se qualifica entre os 20 melhores do mundo em sua modalidade. O atletismo responde pelo maior repasse no ciclo Rio-Tóquio, com R$ 30,9 milhões.

A medalha de ouro veio no lançamento de disco da classe F11 com Alessandro Rodrigo, que tem o Bolsa Pódio. Mesmo debaixo de chuva o atleta liderou a prova o tempo todo e estabeleceu novo recorde paralímpico, com 43m16, e conquistou o bicampeonato na prova.

O medalhista conta que o ouro foi uma recompensa após muito treino em um período de desafios que antecedeu os jogos com as restrições impostas pela Covid-19 e lesão física. “É uma competição grande, então temos que fazer o melhor, manter o melhor, mesmo debaixo de chuva. Escorregando é difícil pra todo mundo”, relatou.

“O ciclo foi difícil, treinando o tempo todo em terreno vazio, fazendo academia em casa. Você não está em local adequado. Tive Covid-19, tive rompimento de peitoral, meu pai faleceu fez quatro meses. Foi um turbilhão de coisas, agora é hora de sorrir, de mostrar para o Brasil que mesmo nas dificuldades a gente consegue ter bom desempenho, ter a melhor marca. Meu sentimento é de dever cumprido”, disse Alessandro Rodrigo.

A prata foi garantida por Marivana Nóbrega na prova de arremesso de peso da classe F35, a segunda dela em Jogos Paralímpicos. O bronze foi de Mateus Evangelista, que integra o Bolsa Pódio, no salto em distância pela classe T37. Nos últimos Jogos, no Rio 2016, o atleta já havia conquistado a prata na modalidade.

Marivana Nóbrega falou sobre o apoio do Bolsa Atleta para chegar ao pódio. “A Bolsa Pódio para mim é essencial. Consigo focar nos meus treinos, comprar equipamentos de última geração. Só foco em treinar porque tenho o apoio da Bolsa Pódio. Queria agradecer a secretaria de esporte de alto rendimento [do Ministério da Cidadania] e que continue fomentando o esporte e nos ajudando a brilhar pelo mundo”, disse a medalhista.

Medalha inédita no parataekwondo

Completando o quadro de mais seis medalhas conquistadas está um marco, a primeira medalha da história do parataekwondo em Jogos Paralímpicos. E foi um ouro com Nathan Torquato, da classe K44 até 61kg, atleta que integra o Bolsa Pódio.

Nathan começou bem a luta, abrindo dois pontos de vantagem no primeiro round. No segundo conseguiu o placar em 24 a 13. No último assalto, o adversário, um italiano, reagiu, mas o brasileiro segurou e saiu com a vitória.

Natação

A natação continua trazendo medalhas para o Brasil. Foram mais dois ouros com atletas que recebem o Bolsa Pódio. Um com Gabriel Araújo, de apenas 19 anos, nos 50m costas da classe S2. É o segundo ouro dele nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O outro ouro foi de Talisson Glock nos 400m livre da classe S6. Talisson já havia conquistado duas medalhas de bronze em Tóquio. 

Bolsa Atleta

O Brasil compete em Tóquio com a maior delegação em Jogos Paralímpicos no exterior. São 259 atletas, incluindo atletas-guia, calheiros, goleiros e timoneiro. Desse total, 236 são atletas titulares, dos quais 226 (95,7%) integram o Bolsa Atleta.

A maior parte dos atletas (57,6%) recebem Bolsa Pódio que é a principal categoria do Bolsa Atleta. São 136 atletas. Nas outras categorias são: 44 na Paralímpica, 26 na Internacional e 20 na Nacional.

O investimento total é de R$ 117 milhões do Governo Federal via Bolsa Atleta aos 226 esportistas desde 2005. Só no ciclo entre os Jogos Rio 2016 e Tóquio, são R$ 75 milhões

depositados diretamente aos integrantes da delegação brasileira.

Saiba mais sobre os atletas e modalidades das Paralimpíadas 

O Brasil está no sexto lugar no ranking mundial com 54 medalhas: 19 de ouro, 13 de prata e 22 de bronze.

Confira os vencedores

Ouro

Alana Maldonado – judô, na categoria até 70 quilos da classe B2. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Alessandro Rodrigo – atletismo, lançamento disco da classe F11. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Beth Gomes – atletismo, lançamento de disco da classe F53. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Claudiney Batista – atletismo, lançamento de disco da classe F56. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Gabriel Araújo – natação, 200m livre da classe S2. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Gabriel Araújo – natação, 50m costas da classe S2. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Gabriel Bandeira – natação, 100m borboleta da classe S14.

Petrucio Ferreira – atletismo, 100m da classe T47. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Wallace dos Santos – atletismo, arremesso de peso da classe F55. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Wendell Belarmino – natação, 50m livre da classe S11. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Maria Carolina Santiago – natação, 50m livre da classe S1. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Mariana D’Andrea – halterofilismo, levantamento de peso na categoria até 73 quilos. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Maria Carolina Santiago – natação, 100m livre da classe S12. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Maria Carolina Santiago – natação, 100m peito da classe 12. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Nathan Torquato – parataekwondo, classe K44 até 61kg. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Silvânia Costa – atletismo, salto em distância da classe T11.

Talisson Glock – natação, 400m livre da classe S6. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Yeltsin Jacques – atletismo, 1.500m da classe T11. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Yeltsin Jacques – atletismo, 5000m da classe T11. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Prata

Alessandro Rodrigo da Silva – atletismo, arremesso de peso da classe F11. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Bruna Alexandre – tênis de mesa da classe 10. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Cecília Araújo – natação, prata nos 50m livre da classe S8. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Gabriel Araújo – natação, 100m costas da classe S2. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Gabriel Bandeira – natação, 200m livre da classe S14.

Gabriel Bandeira – natação, 200m medley da classe SM14

Jovane Guissone – esgrima em cadeira de rodas, na espada individual, pela categoria B. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Marivana Nóbrega – atletismo, arremesso de peso da classe F35. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Raíssa Rocha Machado – atletismo, lançamento de dardo da classe F56. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Rodolpho Riskalla – hipismo de adestramento. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Thalita Simplício – atletismo, 400m da classe T11. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Vinícius Rodrigues – atletismo, 100 metros da classe T63. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Equipe de natação – Revezamento 4x100m livre misto para deficientes visuais. Atletas participantes: Maria Carolina Santiago (Bolsa Pódio), Wendell Belarmino (Bolsa Pódio), Douglas Matera (Bolsa Internacional) e Lucilene Sousa.

Bronze

Beatriz Carneiro – natação, 100 m peito da classe SB14.

Carlos Chagas -bocha, prova individual da classe BC1. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Cátia Oliveira – tênis de mesa pela classe 2. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Cícero Valdiran Lins Nobre – atletismo, lançamento de dardo da classe F57. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Daniel Dias – nos 100m livre da classe S5. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Daniel Dias – nos 200m livre da classe S5.

Jardênia Felix – atletismo, nos 400m da classe T20. Recebe o Bolsa Internacional do Governo Federal.

João Victor Teixeira – atletismo, arremesso de peso da classe F37. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal

Julyana da Silva – atletismo, lançamento de disco da classe F57. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Lúcia Araújo – judô, na categoria até 57 quilos da classe B3. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Phelipe Rodrigues – natação, 50m livre da classe S10. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Washington Junior – atletismo, 100m da classe T47. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Maria Carolina Santiago – natação, 100m costas da classe S12. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Mateus Evangelista – atletismo, salto em distância pela classe T37. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Meg Emmerich – judô, na categoria até 70 quilos da classe B3. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Maciel Santos – bocha, prova individual da classe BC2. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Mariana Gesteira – natação, nos 100m livre da classe S9. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Renê Pereira – remo na prova do single skiff masculino da classe PR1. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Talisson Glock – natação, 100m livre da classe S6. Recebe o Bolsa Pódio do Governo Federal.

Equipe de natação: revezamento 4 x 50m livre misto Atletas participantes: Daniel Dias, Joana Neves, Talisson Glock, que recebem Bolsa Pódio e Patrícia Santos, que tem o Bolsa Atleta na categoria Paralímpica.

Equipe de natação: Equipe de natação: revezamento 4 x 100m da classe S14. Atletas participantes: nadadores Ana Karolina Soares (Bolsa Atleta Internacional), Debora Carneiro (Bolsa Pódio), Felipe Vila Real (Bolsa Atleta) e Gabriel Bandeira.

Equipe de tênis de mesa feminino da classe 9 e 10: Daniele Rauen (Bolsa Pódio), Bruna Alexandre (Bolsa Pódio) e Jennyfer Parinos (Bolsa Pódio).

 

Atletismo conquista novas medalhas em Tóquio

Mesmo debaixo de chuva o atleta liderou a prova o tempo todo e estabeleceu novo recorde paralímpico, com 43m16 e conquistou o bicampeonato na prova Foto: Pedro Ramos/Rede do Esporte