Assista apresentações de 31 projetos de pesquisa apoiados pela Fapes

Após o primeiro ano de desenvolvimento, núcleos presentes no Espírito Santo apresentaram o andamento de 31 pesquisas, durante seminário virtual realizado entre os dias 19 e 23 de outubro deste ano. O desenvolvimento dos projetos é apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O I Seminário de Avaliação e Acompanhamento Parcial foi realizado no âmbito das chamadas públicas, lançadas em 2018, referentes ao Programa de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem) e ao Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex). Entre as pesquisas, ganham destaque as investigações sobre produção agrícola, rochas ornamentais, robótica, biotecnologia, saúde indígena e nanosensores de detecção de dengue, zika e chikungunya.

Segundo a diretora técnico-científica da Fapes, Denise Rocco de Sena, temos passado por situações excepcionais na pandemia no que diz respeito à realização de eventos. “Apesar das dificuldades que podem surgir, o formato remoto dos seminários da Fapes aumentou a facilidade para novos pesquisadores participarem e terem acesso ao conteúdo das apresentações. Além disso, temos observado que alguns seminários tiveram grande participação, o que possivelmente não ocorreria dessa forma em eventos presenciais”, afirmou Denise Sena. Ela complementou que a sociedade capixaba precisa conhecer o trabalho espetacular que os cientistas têm realizado, principalmente aqui no Espírito Santo.

“É muito importante acompanhar o andamento dos projetos apoiados pelos programas desenvolvidos pelo CNPq. Essa aproximação nos permite avaliar as diretrizes dos editais lançados por meio das parcerias com as fundações estaduais, como a Fapes”, declarou o representante do CNPq, Cassiano D”Almeida, durante a abertura do seminário.

Confira a programação e veja os vídeos das apresentações na página da Fapes no Facebook.

Ciência capixaba

A primeira apresentação do seminário dos editais Pronem e Pronex de 2018 foi a do professor Marco Cesar Cunegundes Guimarães, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). “A Fapes tem se transformado no grande alicerce para o desenvolvimento da ciência capixaba, uma vez que é muito difícil captar recursos fora do Estado. Sem a Fapes, provavelmente, a ciência capixaba já teria colapsado”, declarou Guimarães.

O objetivo da pesquisa é poder gerar anticorpos contra os vírus da dengue, zika e chikungunya e utilizar nanopartículas de ouro no desenvolvimento de protótipos para detecção de antígenos baseados na presença desses anticorpos. “O núcleo de nanotecnologia trabalha há uma década com a produção de nanomaterial para aplicação biológica”, explicou o professor.

Além disso, o Espírito Santo é o maior produtor de rochas ornamentais do Brasil e, se fosse um País independente, seria o sexto maior produtor do mundo. Devido a essa importância, em Cachoeiro de Itapemirim, está instalado o Núcleo Regional do Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), uma autarquia federal. Na instituição, a Fapes apoia o desenvolvimento de simulador de desgaste de pérolas diamantadas utilizadas no corte de rochas ornamentais.

 

Uma das principais ferramentas necessárias para cortar a rocha e transformá-la em blocos, na pedreira, ou para serrar o bloco em chapas, na indústria, é o fio diamantado. É o que explica o pesquisador do Cetem Leonardo Luiz Lyrio da Silveira, coordenador do projeto. “Trata-se de um cabo de aço protegido por borracha ou plástico, que contém micropedaços metálicos sinterizados, que retêm o diamante e cortam as rochas”, detalha Silveira.

O problema a ser solucionado é a questão do uso mais racional do insumo, com melhorias na operação das máquinas para um processo mais eficaz. “O primeiro passo é a criação e a parametrização de testes em laboratório, para a empresa poder avaliar uma nova liga, por exemplo, antes de aplicá-la”, acrescenta o pesquisador. Segundo ele, o desenvolvimento tecnológico do setor é muito permeado por empirismo, por tentativas e erros, o que acaba gerando perdas de produtividade e de uso de matéria-prima e insumos.

Apoio a núcleos de pesquisa

O Programa de Apoio a Núcleos Emergentes é voltado ao apoio de projetos coordenados, exclusivamente, por pesquisadores bolsistas de produtividade em pesquisa ou desenvolvimento tecnológico nível 2 do CNPq. Pelo Edital 23/2018, estão sendo aportados mais de R$ 4 milhões até o fim da execução dos 22 projetos.

Já o Programa de Apoio a Núcleos de Excelência foi criado para fomentar pesquisas de grupos considerados de alta competência, que tenham liderança e papel nucleador no setor de atuação. Por meio de editais lançados, a Fapes dá apoio a pesquisadores com significativa liderança dentro da área de pesquisa, inserção nacional e internacional e excelência continuada na produção científica e na formação de recursos humanos.

Os projetos apoiados pelo Pronex são coordenados por pesquisadores bolsistas de produtividade em pesquisa ou desenvolvimento tecnológico nível 1 do CNPq. No total, estão sendo transferidos R$ 2,2 milhões para cinco núcleos enquadrados como de excelência pelo Edital 24/2018.

Leia mais

Fabrício Petri se aproxima dos 60% em Anchieta

Faltando dois dias para as eleições municipais o...

Justiça anula eleição da diretoria executiva da Federação de Xadrez do Espirito Santo

O Tribunal de Justiça do Espirito Santo confirmou...

Ministério da Saúde lança campanha de incentivo à amamentação

Segundo o Ministério, amamentação reduz em até 13% a mortalidade infantil por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos Foto: Banco de imagens Os...

MS: Mais da metade dos municípios decretaram estado de calamidade pública por causa da pandemia

Mais da metade dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul decretaram estado de calamidade pública por causa da pandemia do novo coronavírus. Os...

Leia também

Capixaba Lincoln supera câncer e embarca para compor a seleção de futebol de areia em mundial

O jogador de 35 anos teve câncer no rim e se recuperou. Agora, ele se prepara para o Mundial de Futebol de Areia, que...

Andarilho suspeito de roubar e matar homem às margens da BR-101 é preso no Espírito Santo

Homem foi preso na tarde desta terça-feira (1º), menos de 12 horas após o crime. Essa foi a primeira morte violenta registrada em João...

Prefeito eleito de Vila Pavão, Bolinha participa de reunião na Secretaria de Agricultura do Estado

O prefeito eleito de Vila Pavão, Noroeste do Estado, Bolinha (PSB) e o vice Tuíla, participaram na manhã desta quarta-feira (2) de reunião com...