Arrecadação federal cai 6,91% em 2020, com efeitos da pandemia

A arrecadação federal registrou o nível mais baixo em 2020 desde 2010, em valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Segundo a Receita Federal, a União arrecadou R$ 1,479 trilhão em 2020, o que representa um recuo de 6,91% em relação ao ano anterior, também com a correção.

Os principais motivos para a queda foram a pandemia da Covid-19 e as desonerações para ajudar pessoas físicas e empresas. Porém, o valor ainda está acima do esperado pelas instituições financeiras. O relatório Prisma Fiscal, pesquisa mensal divulgada pelo Ministério da Economia, trazia uma análise de mercado esperando que a arrecadação fechasse o ano de 2020 em R$ 1,461 trilhão. 

Comparando cada mês, a arrecadação federal reagiu em dezembro. Naquele período, a União arrecadou R$ 159,065 bilhões, com alta de 3,18% em relação a dezembro de 2019, o melhor resultado para o mês desde 2013, descontada a inflação. Outros fatores que podem explicar a queda de 2020 foram os adiamentos do pagamento de tributos nos primeiros meses da pandemia. O governo permitiu o diferimento (adiamento) do recolhimento de até R$ 85 bilhões no ano passado. 

Receita Federal: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Leia mais

Leia também