Arquivo Público disponibiliza 8ª edição de sua revista on-line

A Revista do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (Rapees), que está na 8ª edição, traz o dossiê “Justiça, Cidadania e Direito na História do Espírito Santo”, sob a coordenação da doutora em História, Kátia Sausen da Motta. Neste número são discutidos temas como a organização das instituições; a recepção e reação da sociedade a diretrizes legais; as mobilizações políticas e civis; os conflitos identitários e a administração da Justiça. A publicação pode ser acessada on-line no endereço: https://ape.es.gov.br/…/PDF/Revista_APEES_numero_8_.pdf.

A entrevistada desta edição é a professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense (UFF), Ana Célia Rodrigues, que aborda as contribuições do Arquivo Público e dos documentos para o acesso à informação. A seção “Resenha”, por sua vez, traz a contribuição de Bárbara Lempé Alonso Scardua, com uma análise crítica sobre a obra “Estatuto da Mulher Casada: Um marco na conquista dos direitos femininos no Brasil”, de Catarina Cecin Gazele.

A seção “Documento” é de autoria de Larissa Ricas Cardinot, que apresenta a transcrição de um recurso eleitoral datado de 1881. Há ainda a colaboração especial de Kimberlly de Mattos, que realizou a resenha das lives do “Ciclo de Comunicações: 112 anos do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo”. Encerra a edição, a reportagem “Fazenda do Centro: 175 anos de história”, do diretor-geral do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo, Cilmar Franceschetto.

JustiçaCidadania e Direito

De acordo com Kátia Sausen da Motta, a Justiça, a Cidadania e o Direito são temas de longa tradição no campo da História e que contemplam fenômenos jurídicos e políticos em uma perspectiva ampla e interdisciplinar. Recentes estudos e abordagens têm evidenciado o papel relevante destas noções para a compreensão das ideias, instituições, comportamentos e relações de poder, nos mais variados contextos.

“Em consonância com as tendências historiográficas dos últimos decênios, que indagam as interpretações generalizantes e, por vezes, reducionistas, o dossiê objetivou congregar estudos que se dedicam ao exame das práticas e do pensamento no âmbito político-jurídico e suas transformações ao longo da História. Abre-se, assim, uma série de problemas ligados às práticas judiciárias e políticas, construção da cidadania, garantia de direitos, acesso à justiça e à informação”, destaca Kátia Sausen da Motta.

 

Leia mais

Leia também