Aprovação de linhas emergenciais beneficiou mais de 163 mil empresas

As linhas de crédito emergenciais implementadas para minimizar as consequências econômicas causadas pela pandemia beneficiaram, até o momento, mais de 163 mil empresas. De acordo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), até a última semana foi alcançada a marca de R$ 30 bilhões em aprovações. A iniciativa deve contribuir para a manutenção de um número estimado em cinco milhões de empregos.

De maneira geral, as medidas emergenciais também ajudaram preservar as cadeias produtivas nacionais e a saúde dos brasileiros. As ações tiveram como foco as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), que receberam atenção especial do BNDES, por conta da importância econômica e social dessas atividades. 

Para evitar “desertos de informação” no interior do país, ANJ defende desoneração da folha até 2021

Auxílio Emergencial ajuda a baixar pobreza extrema no Brasil

Somente o Programa Emergencial de Suporte a Empregos, a linha BNDES Crédito Pequenas Empresas, o Programa Emergencial de Acesso ao Crédito e a suspensão de pagamentos para operações indiretas automáticas foram responsáveis pela manutenção de um número estimado em quatro milhões de postos de trabalho. 
 

Foto: Arquivo/EBC

Leia mais

Leia também