Apreendidos mais de 3 mil litros de combustível destinados à atividade de garimpo ilegal

Ação conjunta da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Força Nacional de Segurança Pública resultou na apreensão de mais de 3 mil litros de combustível destinados à atividade de garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami, em Roraima. Os 44 galões de óleo diesel e 15 de gasolina estavam escondidos às margens do rio Mucajaí. Também foram apreendidos um motor e uma embarcação.

No último dia 18, uma ação conjunta da Funai e da Força Nacional já havia resultado na apreensão de 100 galões de combustível às margens do rio Mucajaí. A apreensão somou 5 mil litros de combustível, além de alimentação e equipamentos destinados à garimpagem ilegal. Na operação, foram surpreendidos ainda três garimpeiros, os quais foram conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Roraima.

Outra operação conjunta foi deflagrada na terça-feira (29/6), com o objetivo de combater a mineração ilegal na Terra Indígena Yanomami. Intitulada Operação Omama, a ação conta com o apoio da Funai, Polícia Federal, Exército, Força Aérea Brasileira (FAB), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Força Nacional.

As equipes fazem incursões estratégicas em diversos garimpos, com apoio de aeronaves, equipamentos e tropas especiais, visando a apreender e inutilizar maquinários, aeronaves, insumos e outros materiais utilizados na extração de ouro.

 

Apreendidos mais de 3 mil litros de combustível destinados à atividade de garimpo ilegal

N operação, também foram apreendidos um motor e uma embarcação. Foto: Funai


Leia mais

Leia também