Após ser presa, mulher que confessou ter matado homem dá entrada em presídio

Compartilhe

Luana dos Santos Karsten, de 23 anos. Crédito: Reprodução / Facebook

Luana dos Santos Karsten, de 23 anos, mulher que confessou ter matado Jones Barreto, de 33 anos, com dois tiros na cabeça, na madrugada da última sexta-feira (27), no bairro Vila Tavares, em Boa Esperança, no Norte do Espírito Santo, deu entrada no fim da noite desta quarta-feira (27) na Penitenciária Regional de São Mateus. A informação é da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

O mandado de prisão, obtido pelo site A Parresia, foi expedido nesta quarta-feira pelo juiz Charles Henrique Farias Evangelista que atendeu a pedido da Delegacia de Polícia da cidade.  O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) se manifestou a favor da prisão da assassina confessa. No último domingo, Luana procurou a polícia e confessou o crime.

A operação que prendeu Luana foi coordenada pelo delegado William Dobrovosk, titular da DP de Boa Esperança, que se descolou acompanhado de investigadores, em viatura descaracterizada, até um endereço na Zona Rural do município onde deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva (por tempo indeterminado). Segundo o Boletim de Ocorrência da prisão obtido por A Parresia, pelo fato da investigada ter sido “colaborativa”, não houve uso de algemas no momento da prisão.

Na ordem de prisão, o juiz  afirma que “analisando os presentes autos, constata-se prova de materialidade de delito de natureza gravíssima, bem como indícios de autoria imputado a representada.” Segundo o magistrado, a prisão preventiva de Luana se faz necessário para a “garantia da ordem pública, em razão da concreta gravidade do delito praticado, além do terror impingido em todos os cidadãos, cuja paz encontra-se abalada, pelo grave crime cometido.” O juiz acrescenta que a prisão da assassina  é necessária a fim “de garantir a regular instrução processual penal, havendo temor das testemunhas em prestar depoimentos pela própria ostensividade e brutalidade do delito praticado”.

CONFISSÃO DE ASSASSINATO

A ameaça contra a viúva ocorreu momentos depois da publicação da reportagem de A Parresia, que revelou que uma mulher de 23 anos identificada como Luana dos Santos Karsten se apresentou no início da tarde deste domingo (29) no Destacamento da Polícia Militar em (DPM) Boa Esperança, no Norte do Espírito Santo, onde confessou ser a autora do assassinato de Jones Barreto, de 33 anos, executado com dois tiros na cabeça na madrugada de sexta-feira (27), enquanto dormia na casa da esposa, na rua Horizonte, no bairro Vila Tavares, na mesma cidade. A reportagem apurou que Luana mantinha um relacionamento extraconjugal com a esposa da vítima e, que o crime teria sido cometido por ciúmes.

Luana dos Santos Karsten, de 23 anos. Crédito: Reprodução / Facebook

Segundo o Boletim de Ocorrência obtido com exclusividade por A Parresia, Luana contou aos policiais militares ter jogado a arma usada no crime em uma área de mato de uma propriedade rural. Os militares se deslocaram ao endereço informado e realizaram buscas  com o objetivo de encontrar a arma usada no homicídio. Não é citado na ocorrência se o objeto foi achado. O documento informa que, diante da confissão, Luana foi levada, sem algemas, no banco de trás (do carona) da viatura, para Delegacia Regional de Nova Venécia.

No dia em que se apresentou à polícia e confessou o crime, a Polícia Civil informou que a suspeita, de 23 anos, conduzida à Delegacia Regional de Nova Venécia, prestou esclarecimentos e foi liberada, visto que ela não estava em situação de flagrante, se apresentou espontaneamente e não há mandado de prisão em aberto contra ela.

O CRIME

Jones Barreto, de 33 anos, foi assassinado a tiros, na sala de casa enquanto dormia, na madrugada desta sexta-feira (27), na rua Horizonte, no bairro Vila Tavares, em Boa Esperança no Norte do Espírito Santo.

Jones Barreto foi executado com dois tiros na cabeça dentro de casa em Boa Esperança. Crédito: Arquivo pessoal

Segundo a Polícia Militar, a esposa da vítima contou que dormia no quarto com os dois filhos e o marido dormia na sala da residência. A esposa ressaltou que o portão e a porta da casa estavam trancados, no entanto, por volta de 2h da madrugada ela teria se levantado para ir ao banheiro, quando ouviu dois disparos de arma de fogo.

Nesse momento, a esposa relatou aos policiais militares que correu para a sala e viu Jones com duas perfurações da cabeça. A mulher disse aos PMs que somente viu um vulto pulando o muro, pois o quintal estava escuro, e não soube informar quem poderia ter cometido o crime.

A reportagem apurou que peritos da Polícia Civil  que estiveram no local do crime constatou duas perfurações na parte frontal do crânio da vítima. Um projétil transfixou a cabeça e foi recolhido pela perícia.

 

Leia também

Nova Venécia se despede do saudoso Toninho Aranha

Nova Venécia está em luto. Morreu na tarde deste domingo, dia 26, Toninho Aranha, aos 73 anos. A informação...

Com entrega de mais um bueiro, Prefeitura chega a 80 bueiros construídos em um ano e meio

A Secretaria de Transportes e Estradas (Semte) da Prefeitura de Barra de São Francisco, entregou mais um bueiro...

Reunião define estratégias e logística para as finais gerais da Copa A Gazetinha de 18 a 23 de julho

A 45ª edição da Copa A Gazetinha 2022 disputada nas categorias Sub-11, 12/13 e 14/'5 terá a finalíssima...

Light alerta para perigo de soltar balões durante festas juninas

A soltura de balões, que é crime previsto no Código Penal, já deixou 6.162 clientes da distribuidora Light...

Seleção feminina de futsal de Barra de São Francisco ganha mais uma nas finais dos JEES em Guarapari

Após vitória sobre Atílio Vivacqua por 2 x 1, a Seleção de Futsal Feminina Juvenil de Barra de...

Colocação de piso em granito avança na calçada cidadã no centro de Barra de São Francisco

O piso em granito que está sendo colocado no calçadão da Avenida Jones dos Santos Neves, no centro...

EUA: maior oferta de diesel renovável não compensará perda no petróleo

Uma enxurrada de usinas de diesel renovável que devem entrar em operação nos Estados Unidos nos próximos três...