Após saída de Ernesto Araújo do Itamaraty, governo Maduro propõe diálogo com Brasil


Depois de dois anos de intensa turbulência e ruptura diplomática, o giverno de Nicolás Maduro propôs diálogo ao governo brasileiro. O gesto é facilitado pela saída de Ernesto Araújo do Itamaraty. 

A informação é do próprio chefe de política externa do governo venezuelano, Jorge Arreaza, e divulgada pelo jornalista Jamil Chade no UOL.

“Sempre estivemos abertos ao diálogo”, declarou o ministro de Relações Exteriores com exclusividade ao jornalista Jamil Chade. Segundo ele, a mensagem ao novo chanceler foi feita “por distintas vias”. O Itamaraty ainda não se pronunciou. 

Nicolás Maduro

Nicolás Maduro (Foto: Paulo Emílio)

Leia mais

Leia também