Após pressão, Visa e Mastercard suspendem operações na Rússia

Compartilhe

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

Após pressão do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, as empresas americanas de cartões Visa Inc e Mastercard anunciaram neste sábado (5) a suspensão de suas operações na Rússia. O novo movimento faz parte das sanções impostas pelo Ocidente como forma de pressionar o presidente russo, Vladimir Putin, a desistir da invasão ao território ucraniano.

“Com efeito imediato, a Visa trabalhará com seus clientes e parceiros na Rússia para encerrar todas as transações da Visa nos próximos dias”, anunciou a empresa em seu site oficial. “Uma vez concluídas, todas as transações iniciadas com cartões Visa emitidos na Rússia deixarão de funcionar fora do país e quaisquer cartões Visa emitidos por instituições financeiras fora da Rússia deixarão de funcionar dentro da Federação Russa”, detalhou.

A Mastercard foi na mesma direção. “Essa decisão decorre de nossa ação recente para bloquear várias instituições financeiras da rede de pagamento Mastercard, conforme exigido pelos reguladores em todo o mundo”. Com essa ação, os cartões emitidos por bancos russos deixarão de ser suportados pela rede Mastercard. E, qualquer Mastercard emitido fora do país não funcionará em comerciantes ou caixas eletrônicos russos, segundo a operadora de cartões de crédito.

A decisão das duas empresas ocorre horas depois da reunião realizada entre Zelensky e os Legisladores do Congresso dos Estados Unidos, por meio de uma videoconferência. Apesar de agradecer pela ajuda americana, o líder ucraniano fez outros pedidos, dentre eles, a suspensão das operações de Visa e Mastercard.

No início da semana, Visa e Mastercard já havia anunciado o bloqueio de serviços para bancos russos, cumprindo as sanções dos EUA impostas ao país em meio à guerra contra a Ucrânia.

Estados Unidos, União Europeia e outros países anunciaram que excluíram alguns bancos russos do sistema internacional de pagamentos bancários Swift e de qualquer transação com o Banco Central da Rússia — medida que trará impactos também para a economia mundial e a do Brasil.

Na terça (1º), foi a vez do Reino Unido anunciar que incluiu o maior banco da Rússia, o Sberbank, à lista de entidades russas alvos de sanções no Reino Unido.

Diversas empresas estão anunciando que vão sair da Europa ou interromper a produção, como foi o caso da Hyundai em São Petersburgo, a segunda maior cidade da Rússia. A Apple também parou de vender iPhones e tablets no país, enquanto plataformas como Facebook, YouTube (Google) e Twitter impediram publicações russas.

Leia também

Filme de diretor morto pelos russos mostra inferno do dia a dia na Guerra da Ucrânia

GUILHERME GENESTRETI CANNES, FRANÇA (FOLHAPRESS) - Em meio ao vaivém preguiçoso de iates no ancoradouro e aos flashes...

Sine de Barra de São Francisco tem 30 vagas de emprego; confira

  A agência do Sine em Barra de São Francisco, abre a semana com 30 oportunidades de empregos formais. Algumas...

Covid-19: publicada lei que autoriza doar vacinas a outros países

O Congresso Nacional autorizou o governo a doar imunizantes contra a covid-19 a outros países afetados pela pandemia,...

INDICADORES: preço do boi gordo tem alta nesta quinta-feira (26)

A cotação da arroba do boi gordo começou a quinta-feira (26) com alta de 1,29% e o produto...

Com show de organização, fase regional dos JEES em Barra de São Francisco terminou na tarde deste sábado

Seleção de Futsal Feminino Infantil de Barra de São Francisco está na fase final dos JEES Com show de...

Carnês do IPTU Premiado começam a ser entregues a partir do dia 1º de junho em todo o município

A Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco lançou, na tarde desta terça-feira, 24, na sede da Secretaria...

MOBILIDADE URBANA: MDR debate importância do transporte público sobre trilhos

O Ministério do Desenvolvimento Regional está trabalhando para apoiar o transporte público coletivo sobre trilhos. As ações incluem programas...

Em três anos, Governo Federal autorizou R$ 25,9 milhões para sinalização turística no país

A sinalização de destinos e atrativos turísticos facilita a circulação e a localização dos principais pontos que podem...