Após pisar em uma mulher em SP, PMs são afastados da função • SiteBarra

Após pisar em uma mulher em SP, PMs são afastados da função

Os policiais que aparecem nas imagens pisando e arrastando uma mulher durante uma abordagem em Parelheiros, no extremo sul de São Paulo, foram afastados da função. Nas redes sociais, o governador João Doria (PSDB) afirmou, na noite deste domingo (12), que os agentes envolvidos responderão a inquérito que apura os fatos: “As cenas causam repulsa. Inaceitável a conduta de violência desnecessária de alguns policiais. Não honram a qualidade da PM de São Paulo”.

No dia 30 de maio, a abordagem da Polícia Militar terminou em confusão e agressão. Imagens mostram um dos agentes pisando no pescoço de uma mulher já imobilizada no chão.

A PM afirma que foi acionada para ir até um bar na rua Forte do Ladário, em Parelheiros, que estaria aberto e descumprindo o decreto que impôs o estado em quarentena para conter o avanço do coronavírus.

No local, eles encontraram o bar aberto com quatro clientes consumindo bebida alcoólica. De acordo com relato no boletim de ocorrência, um homem tentou fugir com a chegada dos policiais e, suspeitando da conduta, foram abordados pelos agentes.

No depoimento, o policial conta que o rapaz se recusou a colocar a mão para trás e o xingou. Segundo os agentes, eles fizeram novamente o cerco quando um dos policiais foi empurrado pelo homem, que tentou correr, mas foi contido e segurado, sendo necessário o uso de força, já que ele se recusou a ser algemado.

Informações: Folha Vitória