Apesar de quarentena no Espírito Santo, decreto permite funcionamento de escolas até segunda-feira (22)

Um decreto do Governo do Estado permitiu que as escolas particulares e municipais suspendam as aulas presenciais apenas a partir da próxima segunda-feira (22). A atualização foi publicada em edição extra do Diário Oficial. A partir desta quinta-feira (18), o Espírito Santo entra em quarentena de 14 dias.

As medidas restritivas foram anunciadas pelo governador Renato Casagrande (PSB) nessa terça-feira (18) e tem o objetivo de reduzir as atividades econômicas, sociais, de serviço e comércio não essenciais para que a transmissão do vírus seja controlada e mortes sejam evitadas.

No entanto, uma atualização do decreto permitiu que as escolas funcionem com aulas presenciais ainda na quinta e na sexta-feira (19).

De acordo com a secretaria Estadual de Educação (Sedu), após o pronunciamento do governador, foi definido que as escolas precisavam desses dias para se organizarem com a disponibilização de material e entrega deles aos estudantes.

Segundo a Sedu, dessa forma, as escolas privadas e municipais podem decidir se irão manter as aulas durante os dois dias.

A atividade das escolas estaduais foi suspensa e, nos dois dias, as unidades terão apenas expediente administrativo.

O presidente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe), Geraldo Diório Filho, informou que a entidade entendeu a nova definição como um tempo para que as escolas possam se programar com as famílias, fazendo também a entrega de material.

Leia mais

Leia também