APA de Setiba: extração de areia no local é crime e causa danos ambientais

Uma das mais importantes Unidades de Conservação (UC) capixabas é a Área de Proteção Ambiental (APA) de Setiba. Localizada entre os municípios de Guarapari e Vila Velha, a APA tem importante função ecológica para perpetuação de diversas espécies de fauna e flora. Porém, a região ainda sofre com a extração de areia, que causa danos ao meio ambiente. Por isso, o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) alerta para a importância da preservação da área.

O Parque Estadual Paulo Cesar Vinha ocupa 1.500 hectares dentro dos 12.960 hectares de extensão territorial da APA. A equipe do parque, junto com as polícias Militar (PMES) e Militar Ambiental (PMAES), realiza rondas de fiscalização periódicas na região, a fim de coibir a extração de areia. Nas ações, já foram apreendidos carroças e caminhões. Porém, é importante também que a população se sensibilize quanto aos impactos que a prática ilegal provoca na região.

“Além de destruir a fauna e a flora, em especial a restinga, a extração de areia causa o desfiguramento paisagístico, desvalorizando o potencial estético-turístico da região e altera a drenagem local, uma vez que o lençol freático é sempre ultrapassado e forma lagoas artificiais, contribuindo para alagamentos”, explica a gestora do Parque e da APA, Joseany Trabach.

“É muito importante que as pessoas se conscientizem dos danos e impactos causados com essa extração, não cometam esse crime, e, se virem alguém cometendo, denunciem”, reforça Josiany Trabach. As denúncias da ação ilegal podem ser feitas pelo telefone 190 ou diretamente no PEPCV, pelo (27) 3636-2522.

A APA

A Área de Proteção Ambiental (APA) de Setiba é a maior do Estado nesta categoria. A Unidade de Conservação estabelece uma zona de proteção contra impactos no entorno do Parque Estadual Paulo Cesar Vinha. Na porção continental, apresenta formações de restinga, manguezal e mata de tabuleiro, e na porção marinha está o arquipélago de Três Ilhas, rico em Fauna Marinha, sendo um local propício para mergulho contemplativo, com águas rasas e claras, onde foi registrada uma das maiores biodiversidades de peixes recifais do Brasil.

A APA tem importante função ecológica para a perpetuação de diversas espécies de aves migratórias, de espécies de peixes e de crustáceos, com importância para a conservação e que possuem valor comercial. Além disso, a área protege expressivos remanescentes da vegetação de restinga em suas diferentes formações, com espécies da flora e da fauna ameaçadas de extinção.

 

Leia mais

Leia também