Aos 45 anos, pai de Richarlison disputa a Série B pelo Nova Venécia FC

Para muitos brasileiros, é um sonho se tornar jogador de futebol profissional, mas apenas uma pequena minoria consegue essa realização, mas não foi tarde para Antônio Marcos Andrade, pai do atacante Richarlison, do Everton (ING) e da Seleção Brasileira.

Aos 45 anos, ele está realizando o sonho, de maneira tardia, mas o que não o impediu de fazer parte do elenco do Nova Venécia Futebol Clube, time do município fundado este ano, apadrinhado por Richarlison e que disputa a Série B do Campeonato Capixaba.

Por muitos anos, Antônio Marcos jogou em equipes do futebol amador da região, sempre fazendo muitos gols por onde passou, como no Santos de Vila Pavão, no Todos os Santos e em alguns clubes de Barra de São Francisco. “Desde criança eu jogo futebol e sempre fui artilheiro pelos times que passei. Para mim, é muito satisfatório estar participando deste projeto, que está sendo muito edificante para a cidade. Graças a Deus, está dando certo”, disse.

Além de Antônio Marcos, o tio de Richarlison, Elton de Andrade, de 37 anos, também faz parte do elenco. “Ele tem capacidade de jogar também, mas está um pouco fora de forma. Já ouvi comentários que estamos ali ocupando a vaga de outro melhor e eu até entendo essa crítica, mas são pensamentos de pessoas que, talvez, não têm um sonho que possa realizar. Eu posso estar com 100 anos, que se eu tiver a oportunidade, eu vou querer agarrar ela e essa não é diferente. Estou com 45 anos, estou tendo essa chance e não vou dar ouvidos a quem está criticando, porque é algo que eu desejo muito e é isso que importa”, desabafou Antônio.

O pai do atacante Richarlison vive a expectativa de entrar em campo pelo Nova Venécia neste sábado (24), contra o CTE Colatina, pela quarta rodada da Série B do Campeonato Capixaba, a partir das 15 horas, no estádio Justiniano de Mello e Silva.