Anvisa notifica governo do ES sobre caso suspeito de variante indiana da covid-19

O governo do Espírito Santo foi notificado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no último domingo (23), sobre a circulação, em território capixaba, de um cidadão indiano que viajou no mesmo voo que uma pessoa que havia testado positivo para a variante indiana do novo coronavírus. A informação foi divulgada pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes.

De acordo com o secretário, o passageiro foi localizado na manhã de segunda-feira (24), em seu domicílio, e orientado a fazer um isolamento preventivo. A equipe de Vigilância em Saúde Municipal realizou a coleta de RT-PCR nesse passageiro e o resultado foi não-detectável — ele já havia feito outros dois testes RT-PCR, um antes de embarcar para o Brasil e um depois de desembarcar.

“Será feita uma sequência de três testes de RT-PCR, a cada 48 horas, com esse paciente, para poder descartar toda a janela de possível evolução do quadro sintomático do paciente”, ressaltou o secretário.

Além desse cidadão indiano, o motorista que o levou até sua casa foi localizado e também está em isolamento e sendo monitorado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Ele também foi submetido ao exame de RT-PCR, mas o resultado ainda está sendo analisado pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-ES).

A Sesa informou ainda que monitora o trabalho das vigilâncias municipais e acompanha as análises dos exames e laudos laboratoriais para rastreio de variante por meio de vigilância genômica, feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Ameaça

Nésio Fernandes alertou ainda que, mesmo que seja descartada a suspeita da cepa indiana estar em circulação em território capixaba, o Espírito Santo e o resto do país vivem sob ameaça de uma nova onda da covid-19, com as variantes do coronavírus já identificadas.

“A incorporação da variante indiana no país incrementará uma ameaça maior à capacidade do Estado de poder enfrentar e resistir, de maneira adequada, a pandemia”, frisou o secretário, que destacou a importância de se manter as medidas de prevenção à doença.

“Por isso o alerta a todos para poder cumprir, com muita disciplina, as medidas de distanciamento, do uso de máscaras, do lavar das mãos. E, diante de qualquer sintoma, procurar o serviço de saúde para fazer a testagem de antígeno ou de RT-PCR, e, se apresentar positividade, investigar todos os contatos também”.

Informações: Folha Vitória


Leia mais

Leia também