Anac flexibiliza regras para transporte de vacinas pelas companhias aéreas

As empresas aéreas vão poder transportar doses de vacinas refrigeradas com gelo seco na cabine de passageiros de aviões. A autorização foi concedida pela Agência Nacional de Aviação Civil, a Anac, nesta quarta-feira (13). No entanto, o transporte só vai ocorrer se não houver passageiros no voo. 
 
O regulamento brasileiro de aviação civil considera o gelo seco uma substância perigosa e, por isso, apresenta restrições para o transporte do material na cabine de passageiros. Com a nova norma, apenas tripulantes e outras pessoas que sejam importantes na detecção e combate a incêndios poderão estar a bordo do avião. 

Pesquisadores ainda buscam entender efeitos a médio e longo prazo em pacientes curados da Covid-19

Nova cepa do coronavírus causa incertezas entre autoridades de saúde e a população em geral

Ministério da Saúde formaliza compra de 46 mi de doses da CoronaVac junto ao Instituto Butantan

Segundo a Anac, a medida antecipa a esperada demanda para o transporte aéreo nacional e internacional de grandes volumes de vacinas, que farão parte do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19. 

Agência Brasil

Leia mais

Leia também