Amy Winehouse terá filme biográfico feito por diretor de ‘Cinquenta Tons de Cinza’

Compartilhe

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora Amy Winehouse, morta em 2011, vai ganhar uma cinebiografia póstuma dirigida por Sam Taylor-Johnson, cineasta por trás do filme “Cinquenta Tons de Cinza”. Os dois eram amigos próximos.

De acordo com o jornal The Guardian, o filme deve se chamar “Back to Black” e vai explorar a ascensão e a morte trágica da artista. Um roteiro inicial com alguns nomes do elenco deve ser divulgado em breve.

A família da cantora fez parceria com os produtores do projeto, Alison Owen e Debra Hayward, em 2018, sendo que os lucros do filme beneficiariam a Amy Winehouse Foundation. “Agora nos sentimos capazes de celebrar a vida e o talento extraordinários de Amy”, disse o pai de Winehouse, Mitch, em um comunicado à época.

Ele não havia ficado contente com o documentário “Amy”, vencedor do Oscar em 2016. Em sua visão, o filme buscou retratá-lo de modo desabonador.

“Sabemos através da Amy Winehouse Foundation que a verdadeira história de sua doença pode ajudar muitas outras pessoas que passam por problemas semelhantes”, disse Mitch Winehouse a respeito do novo filme sobre sua filha. Após lutar contra o vício em crack e heroína, a cantora morreu devido a uma intoxicação alcoólica.

Outra tentativa de trazer a vida de Amy Winehouse às telas aconteceu em 2015. O filme seria estrelado pela atriz sueca Noomi Rapace, mas não foi adiante.

Ao falar em 2018 sobre quem deveria interpretar a cantora, Mitch disse: “Eu não me importaria de apostar que seria uma atriz desconhecida, jovem, inglesa —londrina, cockney— que se parece um pouco com Amy”.

Esta não será a primeira incursão do cineasta Taylor-Johnson em biografias de músicos. O primeiro longa-metragem do diretor foi “O Garoto de Liverpool”, que narra a vida de John Lennon antes de integrar os Beatles. Seu filme mais conhecido, porém, é “Cinquenta Tons de Cinza”, um drama erótico que adapta o livro homônimo de E. L. James.

A adaptação arrecadou mais de US$ 560 milhões nas bilheterias globais, mas também deu a Taylor-Johnson uma indicação ao Framboesa de Ouro de pior diretor.

 

Leia também

ES: mulher é vítima de importunação sexual dentro de ônibus; homem foi preso

  Uma gerente de loja de 37 anos foi vítima de importunação sexual dentro de um ônibus do Sistema...

ES: frente fria derruba temperaturas e traz chuva no fim de semana

O aviso é do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). Segundo o instituto, nesta...

Livro que conta a vida e missão do Padre Luiz Carlos Meneghetti é lançado em Barra de São Francisco; confira as fotos

  O LIVRO “SERVIR NA COMPAIXÃO” foi lançado neste último sábado dia 13 de agosto de 2022, em Barra...

INDICADORES: boi gordo registra elevação no preço nesta quinta-feira (18)

A cotação da arroba do boi gordo começou a quinta-feira (18) com alta de 0,76% e o produto...

Seminário sobre Base Comum Curricular reuniu mais de 80 profissionais no Cesfa

Aconteceu no último sábado, 13, na sede da Unopar/Cesfa, o Seminário BNCC na Prática: Sequência Didática, sob a...

Morador de Santo Agostinho suspeito de homicídio é preso em Ecoporanga

  A polícia militar de Ecoporanga, cumpriu na última terça-feira, 16 de agosto de 2022, um mandado de prisão...

Jovem é esfaqueado durante evento em Barra de São Francisco

Um jovem de 18 anos foi esfaqueado na região do abdómen durante uma cavalgada seguida de show musical...

Multivix vai realizar feira para ajudar adolescentes na escolha da profissão

  Escolher o que vai fazer para o “resto da vida” quando ainda se é adolescente não é uma...