‘Ambos estavam errados’ diz especialista sobre acidente que matou cinegrafista no Espírito Santo

Ricardo Louro, de 50 anos, morreu após ser atropelado na faixa de pedestres, na Reta da Penha. No momento da colisão, sinal estava fechado para os carros.

Especialista aponta erros de motorista e ciclista em acidente no ES — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

O acidente que matou o cinegrafista Ricardo Louro, de 50 anos, na madrugada desta terça-feira (21), na Reta da Penha, em Vitória, foi resultado de uma combinação de erros. A avaliação é de um especialista em trânsito que analisou as imagens do atropelamento.

No vídeo gravado por câmeras de videomonitoramento da avenida, é possível ver que Ricardo tentou atravessar a faixa de pedestres em cima da bicicleta, o que é errado. Já o motorista que atingiu o ciclista errou ao furar o sinal vermelho. Ele também havia bebido.

“Infelizmente, houve erros de ambas as partes, tanto do ciclista quanto do condutor. O ciclista, o correto era que ele descesse da bicicleta para se equiparar em direitos e deveres ao pedestre, para efetuar a travessia na faixa de pedestres, haja vista que não é uma ciclofaixa, é uma faixa de pedestres simples. E houve, indiscutivelmente, a falha por parte do condutor do veículo ao avançar a luz vermelha no semáforo”, avaliou o especialista Ronaldo Galdio.

O acidente está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito, que já começou a ouvir testemunhas e aguarda a conclusão dos laudos da perícia.

O motorista do carro foi ouvido e liberado porque prestou socorro. A Polícia Civil explicou que a quantidade de álcool constatada no teste do bafômetro não configura crime de embriaguez ao volante.

Regras para ciclistas

De acordo com Galdio, os ciclistas também têm regras de trânsito a serem cumpridas para evitar acidentes. Além da norma que rege a travessia na faixa, o Código de Trânsito Brasileiro prevê outras especificações para o trânsito seguro das bicicletas.

“As vias carecem de espaço para os ciclistas. Na ausência das ciclovias, o ciclista pode transitar na pista de rolamento à direita daquela via, no mesmo sentido dos demais veículos, para que o veículos motorizados possam visualizar o ciclista e promover o desvio”, explicou.

Ainda segundo Galdio, ciclistas também podem ser punidos por infrações cometidas no trânsito.

“Existe a previsão de multa no artigo 255 no Código de Trânsito para ciclistas que transitam em locais que não são apropriados a eles, como a travessia em faixa de pedestre, tal como aconteceu, transitar em calçada ou transitar com comportamento perigoso aos pedestres” disse o especialista.

Galdio ressaltou a hierarquia de responsabilidade entre motoristas, ciclistas e pedestres. “O condutor de veículo automotor sempre vai ter maior responsabilidade pelos demais integrantes do trânsito. Os veículos motorizados são responsáveis pelos não motorizados, os de maior porte pelos de menor porte e todos pelo pedestre”, explicou.

Três acidentes por dia

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu 622 ciclistas acidentados de janeiro a junho deste ano no Espírito Santo. O número representa uma média de três acidentes envolvendo bicicletas por dia.

De acordo com o especialista em trânsito e representante do Movimento Capixaba para Salvar Vidas no Trânsito (Movitran), André Cerqueira, o número de mortes e acidentes do trânsito com ciclistas vem crescendo anualmente.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), os óbitos passaram de 27, em 2017, para 37 no último ano. No primeiro semestre de 2020, foram 10 mortes.

Cerqueira acredita que a falta de infraestrutura das cidades é um dos fatores que contribui para o alto número de acidentes.

“Na série histórica, nós observamos que os atropelamentos de ciclistas seguidos de morte triplicaram do ano 2011 até o ano 2019, passando de 11 para 37 óbitos, segundo dados do observatório da Sesp. Esse dado nos preocupa”, alertou Cerqueira.

A visão é compartilhada pelo presidente da Federação Espírito Santense de Ciclismo (FESC), Marcos Paulo Silva Duarte. Além do investimento na ampliação de ciclofaixas, ele defende o aumento de campanhas educativas sobre o uso compartilhado das avenidas.

Além da ampliação da malha cicloviária como a que foi recentemente inaugurada na Avenida Leitão da Silva, que é paralela a Reta da Penha, outra solução são as ciclorrotas, que são pinturas no asfalto e a instalação de placas alertando sobre o compartilhamento do espaço.

De acordo com a secretária de Transportes, Trânsito e Infraestrutura de Vitória, Ana Elisa Nahas Amorim Pimentel, outras obras estão em andamento.

Com informações da TV Gazeta

Leia mais

Receita Federal prorroga regra que flexibiliza entrega de documentos

A Receita Federal prorrogou até 30 de outubro a regra que permite a entrega de documentos em cópia simples para alguns serviços, por meio...

Secretaria de Governo: Monitoramento dos Impactos da Covid-19

– Foto: Segov Balanço da atuação no CCOP e dos atendimentos diretos a Estados...

Alencar Marim anuncia mais 2 casos de coronavírus na noite de segunda-feira, agora são 15 casos confirmados

O site Portal ADN anunciou a alguns instantes o 13º caso de coronavírus confirmado em Barra...

ES: homem encontra corpo do irmão sendo enterrado no lugar de outra pessoa

Ex-vereador Marcos Jácome teve o corpo trocado com o de outra vítima — Foto: Arquivo Pessoal O corpo de um homem de 64 anos, que...

Leia também

Região Sul tem aumento de 16% no número de candidaturas a prefeitos e vereadores

Foi dada a largada para as eleições municipais de 2020. Este ano, o início da propaganda eleitoral foi postergado para o dia 27 de...

Eleições 2020: 95 municípios poderão realizar segundo turno para escolher prefeito este ano

Noventa e cinco municípios do país com mais de 200 mil eleitores podem ter de promover um segundo turno de votação para escolher os...

Eleições 2020: Fartura do Piauí (PI) lidera o ranking dos municípios com menor arrecadação

Com a proximidade do primeiro turno das eleições para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, muitos municípios brasileiros estão próximos do colapso financeiro. Mais de 1.900 cidades...

Reforma tributária deve acabar com problemas do atual sistema que afetam todos os entes federados, defendem parlamentares

A reforma tributária voltou a ser debatida nesta quinta-feira (25). Desta vez, o tema foi abordado durante encontro realizado pela Confederação Nacional da Indústria...