Amazônia deve condicionar apoio de Biden ao Brasil na OCDE, propõe entidade de direitos humanos


A Human Rights Watch, entidade de direitos humanos, enviou carta a John Kerry, o Enviado Especial dos Estados Unidos para o Clima, com sugestões sobre como a Casa Branca deve atuar frente aos desafios ambientais do Brasil. 

A entidade também propõe que Biden estabeleça uma cooperação diretamente com governadores estaduais, não limitando o relacionamento a Bolsonaro, informa o jornalista Jamil Chade no UOL.

Kerry se reuniu com ministros brasileiros há duas semanas e os dois governos decidiram realizar reuniões técnicas para avaliar de que forma uma cooperação poderia ocorrer. O Planalto, porém, usou o encontro para dizer que qualquer aproximação terá de contar com recursos por parte dos EUA para ajudar na proteção da floresta.

A Human Rights Watch pede na carta que Biden comunique ao governo Bolsonaro que, para garantir o apoio dos EUA a uma adesão do Brasil na OCDE, será fundamental que o governo brasileiro demonstre sua capacidade de alcançar reduções substanciais nas taxas de desmatamento e impunidade.

“O presidente Biden deveria deixar claro que demonstrar compromisso com os direitos humanos exige que o presidente Bolsonaro enfrente a impunidade na Amazônia e que se junte a ele – e aos demais líderes de um número crescente de países da OCDE – no compromisso de lutar contra as mudanças climáticas. Concretamente, os Estados Unidos deveriam comunicar ao Presidente Bolsonaro que, para garantir seu apoio à adesão do Brasil à OCDE, será fundamental que o governo brasileiro demonstre capacidade de reduzir substancialmente nas taxas de desmatamento e a impunidade”, escreve a Human Rights Watch.

(Foto: Victor Moriyama/Greenpeace)

Leia mais

Leia também