ALIMENTOS: Projeto que facilita irrigação para produção visa driblar estiagem

Compartilhe

Definir obras de infraestrutura de irrigação e dessedentação animal como de utilidade pública é garantir um diferencial na produção de alimentos do país. É o que afirma o deputado federal Zé Silva<\/a> (Solidariedade-MG), relator do projeto de lei 2168/2021<\/a>, ao defender a proposta. 

“O Brasil já é uma potência no mundo na produção de alimentos e a irrigação poderá ampliar, até mais que dobrar sua área, ao garantir, com rigor técnico, com licenciamento ambiental, com projeto técnico que tem convergência com o Código Florestal, de permitir essas estruturas de irrigação em Áreas de Preservação Permanente”, pontua. 

Ciclone subtropical no Sul do País começa a se afastar do litoral<\/a>

MARCO DO CÂMBIO: Especialistas pedem rápida regulamentação para facilitar adaptação<\/a>

REIQ: Revogação trará insegurança jurídica, afirma presidente da Abiquim<\/a>

Entre outros pontos, a proposta permite a supressão de vegetação nativa em Área de Preservação Permanente (APP), desde que seja para construção de barragens ou represas que tenham como objetivo acumular água para a irrigação de plantações ou para hidratação de animais. 

O PL foi aprovado pela Comissão<\/a> de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural no último dia 11 de maio. Agora, o texto será analisado na Comissão<\/a> de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados.

O texto prevê uma alteração no Código Florestal Brasileiro. A atual legislação somente admite o corte de vegetação nativa em APPs nos casos de utilidade pública, de interesse social ou de atividades de baixo impacto ambiental previstas. 

No entanto, como a distribuição das chuvas no Brasil tem ocorrido de forma irregular, o especialista de Soja de Safras & Mercado, Luiz Fernando Gutierrez, acredita que seria necessário promover um equilíbrio nos períodos de estiagem, desde que isso ocorra de forma responsável. 

“Este ano, por exemplo, a região Sul do Brasil contou com uma grande quebra de produção porque faltou chuva. Então, é sempre bom termos alternativas à chuva, como armazenamento de água, que é algo que ajuda. Mas tudo tem que ser bem equilibrado. Obviamente devemos ter um certo cuidado, e o Brasil, de uma forma geral, sempre tem um cuidado grande em relação a isso”, considera. 

Vale destacar que as Áreas de Preservação Ambiental não deixarão de existir. De acordo com a proposta, o licenciamento ambiental vai continuar sendo exigido e indicará todas as exigências para minimizar os eventuais impactos ambientais.
 

Irrigação. Foto: Frederico Clemente/CodevasfIrrigação. Foto: Frederico Clemente/Codevasf

Leia também

Prefeito autoriza início das obras de urbanização e pista de caminhada no Condomínio dos Anjos

O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos assinou nesta sexta-feira, 1º de julho, a Ordem...

Estudo propõe termos mais simples para reclassificar obesidade

Um estudo conduzido pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP) propõe um novo tipo...

‘Ganho 50 vezes mais na internet do que no vôlei’, diz jogadora no Onlyfans

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Com 21 anos de idade, Key Alves, líbero do Osasco, é a jogadora...

Com reforços, Cerro Porteño recebe Palmeiras pelas oitavas da Copa Libertadores

DIEGO IWATA LIMA E MARCEL RIZZO SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras viaja ao Paraguai para enfrentar...

Prefeitura de Barra de São Francisco abre espaço com computador para quem precisa fazer inscrição no Concurso Público

  A Prefeitura de Barra de São Francisco instalou esta semana, um computador no prédio do centro da cidade,...

Tabela Vacinação diária Covid-19 – 28/06/2022

    Barra de São Francisco Covid-19 Números de Vacinados Dia 28/06/2022     Púbico Alvo: 41.721 Meta de cobertura: 37.548 Vacinados com D1 ou DU 38.720                      92% Totalmente vacinados 32.976                    ...

RONDÔNIA: Equipes de Atenção Básica realizaram 2,4 mil consultas de pré-natal com seis ou mais atendimentos por gestante em 2021

Para prevenir e detectar precocemente doenças em gestantes e bebês, o Ministério da Saúde recomenda que as mulheres...