Alimentos da estação para aumentar a imunidade na pandemia

A alimentação saudável é de grande importância para o fortalecimento da imunidade do corpo, sobretudo no atual cenário de pandemia do novo Coronavírus (Covid -19). Frutas, verduras e legumes da estação apresentam maior qualidade devido ao tempo correto de sua colheita e têm preços mais acessíveis devido à grande oferta no mercado.

O Programa AlimentarES, com coordenação do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), tem como objetivo a conscientização da população para de uma alimentação saudável e, consequentemente, o fortalecimento da imunidade em meio aos impactos na saúde causados pela pandemia, como afirmou a coordenadora do Programa e extensionista do Incaper, Jaqueline Sanz.

“Estamos realizando lives no Youtube do Incaper com diversos especialistas em nutrição para incentivar a alimentação saudável e conscientizar a população de que a boa prática alimentar é essencial para a saúde e para o fortalecimento da imunidade, tão importante nos tempos atuais”, disse a coordenadora.

Laranja, limão e mexerica são ricas em vitamina C, conhecida por aumentar a resistência do organismo, além de excelente fonte de potentes antioxidantes como a Vitamina A, E, cálcio e potássio, segundo Luciene Rabelo, professora do curso de Nutrição do Centro Universitário Salesiano (Unisales), que tem parceria com o AlimentarES.

“A Vitamina C tem funções imunológicas, previne infecções do trato respiratório e tem a capacidade de aumentar a absorção de ferro. O morango, também presente na safra de agosto, apresenta propriedades anti-inflamatórias, anti carcinogênica, que atuam no sistema imunológico e têm atividade antiviral”, explicou Luciene Rabelo.

De acordo com o engenheiro agrônomo, doutor em fitotecnia e coordenador técnico de produção vegetal do Incaper, Luiz Fernando Favarato, essas frutas cítricas citadas são típicas do inverno. Os vegetais verde-escuros como brócolis, couve e espinafre também estão na safra, segundo o engenheiro agrônomo. Esses são alimentos ricos em ácidos fólicos, um nutriente que auxiliam a formação de glóbulos brancos, que tem como uma das funções a defesa do organismo.

“O brócolis é uma planta crucífera rico em fenóis, flavonóides, selênio e vitamina C, podendo prevenir doenças circulatórias e melhor a imunidade celular, além de ter propriedade antioxidante”, ressaltou Luciene Rabelo.

Outro destaque é o tubérculo inhame, com boa quantidade de antioxidantes e vitamina C, além de vitaminas do complexo B, propriedades que fortalecem o sistema imunológico. “O Espírito Santo é o maior produtor de inhame do Brasil e na época da safra, agora no inverno, é possível encontrar esse alimento com grande qualidade e melhor preço”, destacou Luiz Fernando.

Sobre o AlimentarES

O Programa AlimentarES tem por objetivo disponibilizar alimentos saudáveis na mesa de quem precisa e, ao mesmo tempo, gerar renda para os agricultores de base familiar do Espírito Santo. Uma das metas do Programa é distribuir, até o fim do ano, 5.500 cestas verdes com alimentos saudáveis produzidos por agricultores familiares capixabas. As cestas verdes são complementares aos donativos distribuídos pelo Programa ES Solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional das cestas já ofertadas.

Estruturada de forma intersetorial, a atuação do AlimentarES vai beneficiar as famílias contempladas com as cestas de alimentos e também os agricultores que atuarão como fornecedores. Além disso, o projeto visa conscientizar os capixabas sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis, evidenciando os valores nutricionais dos alimentos e seus benefícios à saúde.

O Programa AlimentarES envolve a articulação de diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado, por meio da atuação direta da Vice-Governadoria, das Secretarias de Estado de Direitos Humanos (SEDH), da Saúde (Sesa), da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e de Economia  e Planejamento (SEP); da Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom); do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); do Corpo de Bombeiros Militar; e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes); além da parceria do Centro Universitário Salesiano (Unisales), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Texto: Andreia Ferreira

 

Leia mais

Anvisa informa que ainda não existe segurança nas vacinas testadas contra Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a interrupção do estudo clínico da vacina CoronaVac. Isso devido uma ocorrência de um evento adverso...

ONG: Espírito Santo ocupa 1ª posição em índice de transparência de dados do Coronavírus

Estado chegou ao primeiro ao passar a divulgar boletim diário com o número de leitos ocupados e a apresentar dados sobre a ocorrência de...

Pará vai investir R$ 3 bi em infraestrutura de rodovias nos próximos dois anos

O governo do Pará planeja construir 950 quilômetros de rodovias até 2022. A previsão é do planejamento estratégico para reduzir o déficit de pavimento...

Leia também

O TEMPO E A TEMPERATURA: Região Sul tem tempo instável nesta quarta-feira (2)

Nesta quarta-feira (2), há previsão de tempo instável em toda a região Sul do país. Chuva forte e temporais são esperados para o oeste...