Alimentação: tendência de consumo em tempos de pandemia

Será que a alimentação das pessoas mudou por causa da pandemia? E a produção de alimentos, teve alguma alteração? As respostas a estas e outras perguntas foram apresentadas por Enio Bergoli, engenheiro-agrônomo do instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em uma transmissão ao vivo no Instagram do Instituto @incaper_es, na última quarta-feira (27).

Bergoli atua na área de socioeconomia do Incaper e sustentou suas análises tomando por base os dados da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). Segundo o engenheiro-agrônomo, no início da pandemia do novo Coronavírus, as pessoas estavam preocupadas em estocar alimentos não perecíveis. Depois, o comportamento dos consumidores voltou à normalidade e o foco passou a ser a alimentação saudável.

“No início da pandemia, o medo de faltar alimento na mesa fez com que 46% da população aumentassem a quantidade de alimentos comprados. Hoje, o consumo voltou ao normal. Mas o que se observa é que o número de consumidores buscando alimentos naturais na internet cresceu em até 79%”, explicou Bergoli.

Ainda segundo o engenheiro-agrônomo do Incaper, a preocupação com a saúde fortaleceu as cadeias curtas. “O consumidor quer saber de onde vêm os alimentos que ele está consumindo. Além disso, nota-se um aumento da preferência por alimentos mais naturais, mais saudáveis, que vão fortalecer o sistema imunológico, como frutas, legumes, verduras, grãos, raízes e proteínas, como carne e ovos. Em contrapartida, observa-se também uma queda no consumo de alimentos processados e ultraprocessados, que contêm muito sal, açúcar, aditivos químicos, corantes, conservantes, gorduras, entre outros”, acrescentou Bergoli. 

Oportunidade para o agricultor

Enio Bergoli observou que as compras de alimentos e bebidas tiveram um aumento de 79% nas plataformas digitais. “As compras on-line, que sempre foram mais desenvolvidas no mercado de moda, tecnologia e eletrônicos, tornaram-se uma opção também para o agricultor de base familiar, que comercializa a produção”, disse o engenheiro-agrônomo do Incaper.

Segundo Bergoli, esses novos canais de comercialização vieram para ficar. “Por conta da própria pandemia, as pessoas preferiram utilizar novos meios para adquirir seus alimentos e isso é uma grande oportunidade para a agricultura. O nível de satisfação desses consumidores em relação aos alimentos comprados on-line é de 80% e 70% deles pretendem continuar comprando desta maneira na pós-pandemia”, pontuou.

Para o engenheiro-agrônomo do Incaper, tanto os agricultores quanto os consumidores saem ganhando. “A economia local se movimenta, a cadeia produtiva fica mais curta e os custos de logística diminuem. Isto sem falar na aproximação: o contato on-line permite um atendimento mais atencioso, quase personalizado, gerando assim uma fidelização dos clientes para com os agricultores e vice-versa”, destacou Bergoli.

Transmissão ao vivo

A entrevista com Enio Bergoli foi realizada, na última quarta-feira (27), em uma transmissão, ao vivo, no Instagram do Incaper @incaper_es. Na ocasião, o engenheiro-agrônomo do Incaper apresentou as informações, esclareceu perguntas dos internautas e abordou outros temas. Bergoli explicou os conceitos de agronegócio e agricultura familiar, falou sobre os trabalhos do Incaper relacionados às plantas alimentícias não-convencionais (Pancs), e abordou também aspectos mais globais do mercado, como a exportação de grãos, que deve ser recorde no Brasil.

A iniciativa de promover entrevistas com os servidores do Incaper é da Coordenação de Comunicação e Marketing (CCOM). Toda quarta-feira, sempre às 17 horas, um tema diferente é abordado em uma transmissão, ao vivo, no Instagram oficial do Instituto: @incaper_es.

Além da entrevista com Bergoli, outros temas foram abordados:

– Avicultura caipira: produção e curiosidades, com a zootecnista do Incaper Maíra Formentini;

– Cafeicultura: safra capixaba, com o pesquisador do Incaper e coordenador técnico de cafeicultura Abraão Carlos Verdin Filho;

– O Incaper em tempos de pandemia, com o diretor-presidente do Instituto, Antônio Carlos Machado.

 

 Texto: Thiago Borges e Juliana Esteves

Leia mais

MP notifica prefeitura para fechar praias em Guriri e até usar força policial

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) recomendou ao município de São Mateus a proibição da permanência de pessoas nas praias e também na...

Obras em rodovias auxiliam escoamento de produção e logística durante pandemia

Transamazônica – Foto: Alberto Ruy/ MINFRA Para assegurar a logística necessária...

Se eleições forem adiadas, juízes podem assumir prefeituras

A disputa está marcada para outubro, mas a falta de perspectiva de quando a crise se encerrará preocupa políticos e magistrados  Por Vinícius Valfré  /...

Coronavírus: Veneciano está em Trinidade e Tobago a trabalho sem previsão para retornar ao Brasil

Daniel Ferrari / redenoticiaes O veneciano, Diego Belmiro, Supervisor Irata e Inspetor de Equipamentos, de uma empresa multinacional, está embarcado desde dia 09 do mês...

Leia também

Homem é assassinado a tiros no interior de Vila Pavão

Imagem ilustrativa Um homem de 32 anos foi assassinado a tiros na noite de ontem, no Córrego da Puaia, na zona rural de Vila Pavão. Segundo...

Enivaldo anuncia duplicação do polo industrial para atrair empregos

Já falando como candidato, um dia depois de...

Fome aumenta no Espírito Santo e atinge 425 mil lares, aponta IBGE

  A fome atinge três a cada dez lares do Espírito Santo. Ao todo, são 425 mil domicílios do estado estão em situação de insegurança...

Polícia apreende drogas dentro de uma viatura em Vitória

Uma viatura da Polícia Militar do Espírito Santo foi encontrada com drogas dentro em uma oficina mecânica na Avenida Marechal Campos, em Vitória. De...