Ajuda a empresas de transporte público coletivo deve ser votada na Câmara nesta quarta (12)

O socorro emergencial de R$ 4 bilhões para empresas de transporte público coletivo durante a pandemia pode ser votado nesta quarta-feira (12) na Câmara dos Deputados. O suporte se estende a sistemas de ônibus e metrô em regiões metropolitanas e municípios com mais de 300 mil habitantes, mediante contrapartidas. 

O relator da proposta, deputado Hildo Rocha (MDB-MA), apresentou seu parecer na última quarta-feira (5). Rocha já havia incluído a matéria na Medida Provisória 938/2020. Mas por conta das críticas, foi retirada antes da votação da MP.

Estudo aponta que redes municipais de ensino devem sofrer perda de até R$ 31 bi na arrecadação em 2020

Maioria dos prefeitos médicos teve bom desempenho contra Covid-19

Segundo a Casa, a ideia é chegar a um texto semelhante ao que beneficiou companhias aéreas em razão da crise econômica causada pela covid-19, impulsionada pelo isolamento social. A verba da União será liberada somente por meio de termo de adesão a ser firmado pelas concessionárias. Empresas públicas ou de economia mista ficarão de fora. 
 

Foto: Najara Araújo/ Câmara dos Deputados

Leia mais

Leia também