Agerh e Secti fazem parceria para uso do Centro de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento (Cpid)

Nesta quarta-feira (26), a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) e a Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) fizeram uma visita técnica às instalações do Centro de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento (Cpid), para conhecer os locais onde a equipe da Coordenação de Hidrologia, Informação e Pesquisa (Cohip) da Agerh está trabalhando, desde o último dia 10 de agosto.

Por meio de uma parceria institucional, a Secti cedeu espaços do Centro para que os nove servidores da Agerh, lotados na Cohip, desenvolvam os trabalhos relacionados ao monitoramento quali-quantitativo das águas superficiais do Espírito Santo. A coordenação estuda o comportamento da precipitação pluviométrica e dos cursos de água, os índices de qualidade da mesma e ainda analisa os dados gerados destes monitoramentos para transformá-los em informação para a população.

Dentro da Cohip está também a Sala de Situação da Agerh, que tem entre suas atribuições a análise técnica dos dados quantitativos coletados em campo, validando e gerando informações que vão desde um alerta para possível necessidade de racionamento devido à escassez hídrica até um alerta de cheia, devido a grandes volumes de chuvas.

A mudança para o Cpid permite que a equipe faça, com mais segurança, a manutenção dos equipamentos de medição de chuva e vazão, antes de levá-los para o campo, e também volte a utilizar o laboratório (Lacar – Laboratório de caracterização física, química e microbiológica) para análises da qualidade da água dos rios.

Durante a visita, o diretor-presidente da Agerh, Fábio Ahnert, agradeceu a oportunidade de agregar a força de trabalho da Agência ao centro de pesquisa. “Certamente, teremos um ganho de qualidade e uma grande possibilidade de ampliação do monitoramento da qualidade da água no Estado, com novos parâmetros e mais credibilidade em termos de análises laboratoriais e outras pesquisas na área de recursos hídricos”, disse.

A secretária de Estado da Ciência e Tecnologia, Cristina Engel, também participou da visita e destacou a importância da união entre os órgãos nas entregas do Governo do Estado para a população. “O que nós temos trabalhado na secretaria é justamente fazer a conexão entre o conhecimento produzido pela academia e a sociedade. E a Agerh funciona como um meio termo nesse processo. Existem os laboratórios amplamente equipados, com pessoal capacitado e que tem um grande potencial de pesquisa no Cpid e, ao mesmo tempo, a Agência possui a demanda de alguns trabalhos e tem um potencial também para desenvolver mais pesquisas e produzir mais dados. Então, essa associação da Agerh com os laboratórios do Cpid vai possibilitar que a gente tenha mais entregas diretamente relacionadas às demandas da sociedade”, afirmou a secretária.

O Cpid

O Centro de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento é uma entrega do Governo do Estado para as comunidades científica e empresarial capixabas, que visa a atuar como um espaço de apoio à inovação. É um ambiente para o desenvolvimento de pesquisas e parcerias estratégicas na área.

A estrutura do Cpid conta com uma área administrativa e com uma área técnica, onde foram implantados sete laboratórios para a realização de pesquisas científicas e projetos de desenvolvimento tecnológico. São eles:

  • Laboratório de caracterização física, química e microbiológica – Lacar;
  • Núcleo de informações sobre água e desenvolvimento regional – Niades;
  • Implantação de pesquisa e implementação de técnicas avançadas de diagnóstico e controle aplicados a processos industriais do Espírito Santo – INDControl;
  • Laboratório de ensaios não-destrutivos – Labenden;
  • Laboratório de sistemas eletrônicos embarcados – Elem;
  • Implantação do núcleo de planejamento e análise do desempenho para redes multimídia: aplicação no contexto de cidades digitais – Cidig;

Atualmente, são desenvolvidos 13 projetos de pesquisa, envolvendo mestrandos, doutorandos e professores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) em úteis trabalhos no espaço, que têm como objetivo promover a ciência, a tecnologia e a inovação para a implantação de ações estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Espírito Santo.

Leia mais

65% dos que morreram por Coronavírus no Brasil tinham algum fator de risco, afirma Ministério da Saúde

Em coletiva no Palácio do Planalto, o secretário-substituto de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, disse que cerca de 65% das pessoas que morreram por...

Idosos de Água Doce do Norte foram vacinados dentro de suas casas nesta segunda-feira (23)

Aconteceu desde a manhã desta segunda-feira (23) a grande campanha de vacinação contra a Influenza (gripe)....

Gente Humilde

Vinicius de Moraes   Tem certos dias Em que eu penso em minha gente E sinto assim Todo o meu peito se apertar Porque parece que acontece De repente Como um desejo...

Cinegrafista é atropelado na Reta da Penha, em Vitória

Ricardo Louro, de 50 anos, morreu após ser atingido por veículo na madrugada de terça-feira (21). No momento da colisão, sinal estava fechado para...

Leia também

Gestores educacionais podem acessar resultados do Saeb em nova plataforma

Os diretores das escolas que participaram do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2019, divulgado na última semana, podem conferir os resultados de...

95 municípios podem ter de realizar segundo turno nas Eleições Municipais de 2020

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 95 municípios com mais de 200 mil habitantes podem ter de promover um segundo turno de...

Governo Federal inicia licitação para obras na BR-319 com propostas de sete empresas

O Ministério da Infraestrutura deu início, nesta terça-feira (22), ao processo de licitação para contratação das obras de repavimentação e reconstrução de um trecho...

Oeste da Bahia vai ampliar cultivo de cereais e pode ajudar autossuficiência do Brasil

A triticultura da região oeste da Bahia pode contribuir na busca por autossuficiência do Brasil no cultivo de cereal. Isso se deve ao potencial...