Advogado britânico de direitos humanos diz que Ocidente usa questão de Xinjiang para luta geopolítica


O advogado britânico de direitos humanos, Graham Perry, disse que as questões de Xinjiang não estão relacionadas aos direitos humanos, nem ao ódio racial, mas, sim, é uma luta geopolítica.

Perry fez tal afirmação na recém-entrevista concedida à China Global Television Network (CGTN, na sigla em inlgês). Segundo ele, os Estados Unidos se veem como uma hegemonia global incontestável e o desenvolvimento da China deixa os norte-americanos muito preocupados. Por isso, a difamação é uma medida para impedir a China, informa a Rádio Internacional da China.

Perry apontou em seu artigo que foram os separatistas que criaram muitas atividades violentas, mas reportagens da mídia ocidental distorceram os fatos, dizendo que o governo chinês aplicou o genocídio para eliminar os uigures.

O advogado britânico prevê que os EUA não vão parar de difamar a China, ao contrário, tentarão enganar mais pessoas para causar maiores danos contra o país asiático.

(Foto: Diário do Povo)

Leia mais

Leia também