Adolescente negra armada com faca é morta por policial nos EUA


Agência Sputnik – Na noite de terça-feira (20), um policial de Columbus, em Ohio, EUA, matou uma garota negra, Makiyah Bryant, que teria aproximadamente 15 anos de idade, segundo relatos.

O incidente ocorreu momentos depois de o policial Derek Chauvin ser considerado culpado no julgamento sobre a morte de George Floyd.

Nesta terça-feira, Andrew Ginther, prefeito de Columbus, anunciou que haveria “uma investigação independente” sobre o tiroteio no qual “uma jovem foi morta”. Além disso, ele pediu para que os moradores mantenham a calma.

“Nesta tarde, uma jovem morreu tragicamente. Não sabemos os detalhes. Há imagens do incidente geradas por uma câmera junto ao corpo [do policial]. Vamos analisá-las o mais rápido possível. O Departamento de Investigação criminal está no local para realizar uma investigação independente, como ocorre em todos os tiroteios envolvendo o Departamento de Polícia de Columbus. Divulgaremos mais informações assim que forem disponibilizadas. Peço aos moradores que mantenham a calma e permitam que o Departamento de Investigação trabalhe”, afirmou Ginther.

A declaração ocorreu aproximadamente uma hora depois de o prefeito comentar a condenação do policial Derek Chauvin, considerado culpado da morte George Floyd durante a detenção do afro-americano em maio de 2020, afirmando que o veredito foi o “melhor resultado após a trágica e desnecessária perda de vidas”.

Vídeo do exterior da sede do Departamento de Polícia de Columbus, eles estão entoando o nome da Makiyah Bryant!

De acordo com a mídia local, a jovem baleada seria uma garota negra de aproximadamente 15 anos de idade, chamada Makiyah Bryant.

O tiroteio em Columbus ocorreu depois que a polícia recebeu relatos de uma tentativa de esfaqueamento na região, segundo a Fox28.

Manifestantes bloquearam as ruas exigindo as imagens da câmera corporal do policial.

O Daily Beast afirmou que foi a própria garota que chamou a polícia, depois de alguém tentar abusar dela em sua casa. Segundo a tia da garota, Hazel Bryant, Makiyah foi alvejada com quatro tiros porque os policiais viram a faca no chão próximo dela.

Uma testemunha, que registrou o vídeo, afirmou que a garota estava com uma faca na mão porque alguém havia tentado abusar dela.

​A mãe da garota afirmou à 10TV que o nome de sua filha era Makiyah Bryant. A tia dela afirmou que ela tinha 15 anos, mas sua mãe diz que tinha 16. Ela afirmou que Makiyah era uma boa aluna e uma criança doce. A polícia disparou e matou ela em Legion Lane às 16h30 de hoje.

Após a notícia da morte da garota, os moradores se reuniram no centro de Columbus, perto da sede do Departamento de Polícia para exigir que as autoridades divulgassem as imagens da câmera.

Manifestantes seguram homenagem a Ma'Khia Bryant, adolescente negra que estava com uma faca e foi morta a tiros por um policial em Columbus (EUA)

Manifestantes seguram homenagem a Ma'Khia Bryant, adolescente negra que estava com uma faca e foi morta a tiros por um policial em Columbus (EUA) (Foto: Alisha Jucevic/Reuters)

Leia mais

Leia também