AÇO: Custos podem elevar preço

Compartilhe

Segundo pesquisa mensal realizada pela S&P Global Commodity Insights junto a produtores, distribuidores, traders e consumidores finais brasileiros entre o final de março e início de abril, o índice de evolução dos preços do aço acabado no Brasil ficou em 80 pontos – estável em relação a março – influenciado por 76% dos respondentes que esperam por ajustes adicionais. O índice varia de 0 a 100, com linha de corte em 50 pontos. Os dados acima desse valor indicam expectativa de aumento, e abaixo indicam expectativa de queda na comparação com o mês anterior. Uma leitura de 50 significa expectativa de estabilidade. 

A maioria dos participantes do mercado espera que os preços do aço acabado brasileiro subam ainda mais em abril devido aos custos elevados, além de uma maior alocação de material para o mercado internacional. Embora os produtores mencionem a alta dos custos como o motivo dos aumentos de 15% nos preços anunciados para as tabelas de abril, os consumidores afirmaram que, além desse fator, as usinas também aumentaram a atenção e volumes para o mercado de exportação – reduzindo a oferta nacional.

A avaliação Platts para o preço da bobina laminada a quente em 14 de abril ficou em R$ 6.275/mt, ou US$ 1.335,11/mt, ex-works, sem impostos, com base em uma faixa negociável de R$ 6.150-6.400/mt, enquanto o preço do vergalhão doméstico de 10 mm foi avaliado em R$ 4.900/t, ou US$ 1.042,55/t, ex-works, sem impostos, com base em uma faixa de negociações de R$ 4.800-5.000/t. “As usinas estão de olho na China para evitar uma enxurrada de produtos importados”, disse um participante do mercado. 

Em relação aos preços das matérias-primas, cerca de 70% dos respondentes também veem os preços da sucata metálica e do carvão numa crescente ainda maior em abril, com um índice geral de 80 pontos – queda de 2,72 pontos em relação a março. Os produtores sinalizaram que tais custos permanecerão bastante elevados, com uma leitura de índice de 90. Todas as especificações de sucata ferrosa brasileira aumentaram entre 10% e 20% desde o início de abril, enquanto o carvão metalúrgico/coque importado tem sido limitado e sujeito às flutuações do mercado australiano e chinês, segundo dados verificados pela S&P Global Commodity Insights. “O frete continua pesando nas operações dos recicladores nacionais e a queda na oferta de sucata industrial – automotiva – contribui para o cenário de elevação dos preços em meio a compras firmes”, disse um participante.
 

Foto: Instituto Aço Brasil/divulgaçãoFoto: Instituto Aço Brasil/divulgação

Leia também

Suspeito morre em confronto com a polícia no Norte do Espírito Santo

Um suspeito morreu em um confronto com policiais militares na noite desta sexta-feira (20) em Jaguaré, no Norte...

Nova Venécia promove 1ª Jornada do Meio Ambiente

  A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, promoverá, entre os dias 30...

Governo repassa quase R$ 200 milhões para o Espírito Santo

  O Governo Federal vai realizar, nos dias 20 e 24 de maio, o repasse de R$ 199,43 milhões...

Luiz Henrique garante vitória do Fluminense sobre o Fortaleza

Graças a um golaço de Luiz Henrique, o Fluminense derrotou o Fortaleza por 1 a 0, neste domingo...