Acidente na BR-101: familiares confirmam morte cerebral de Gabriel e anunciam doação de órgãos

A família confirmou a morte cerebral de Gabriel Martins, de 11 anos. Ele era o único sobrevivente do acidente na BR-101 envolvendo uma carreta carregando granito e o carro em que estava com sua família. Os pais e o irmão mais novo de Gabriel morreram no local.

O menino foi socorrido e passava por diversas cirurgias. Na semana passada,  ele chegou a apresentar melhoras no quadro clínico, mas no início desta semana, na segunda-feira (17), a família foi informada da morte cerebral pelo corpo médico do Hospital Infantil.

“De fato, foi na segunda-feira a tarde que minha tia esteve em visita e os médicos confirmaram a morte encefálica dele”, explicou, Rafael Martins Nascimento, primo de Gabriel, em entrevista à TV Vitória/Record TV.

Após a confirmação da morte cerebral, familiares decidiram doar todos os órgãos da criança, como córneas, fígado, coração e rins. Rafael relata como a família tomou essa decisão:

“Foi em uma conversa com familiares e o corpo médico que chegamos à  conclusão de que poderíamos ajudar outras vidas. Não foi uma decisão fácil, mas fazendo uma reflexão do valor da vida, nós decidimos doar os órgãos”.

Segundo Maria Machado, representante da Coordenação Estadual de Transplantes, apenas neste ano, de janeiro a maio, 58% das famílias se recusaram a doar os órgãos de seus familiares.

“É um momento difícil, a família está enlutada. Mas quando um deles fala sim para a doação, várias outras vidas podem ser salvas neste momento”, explicou.

Maria Machado atribui o alto número de recusa à doação pela falta de entendimento da importância desse gesto. E por vezes, por não haver comunicação do desejo de seus parentes, enquanto em vida, sobre a doação.

A tragédia

A mãe, Danielli Martins, o pai, Ozineto Francisco Rodrigues e o irmão mais novo de Gabriel, Lucca Martins, estavam voltando de uma viagem de férias em Fortaleza, quando o carro em que eles estavam foi atingido por uma pedra de granito que se desprendeu de uma carreta, que tombou na altura da BR 101.

De acordo com as informações preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o granito estava amarrado de forma incorreta e se soltou no meio da pista, quando a carreta tombou ao passar por uma curva. Ainda não se sabe se a família foi atingida pela pedra ou pelo veículo de grande porte.

A investigação ainda aponta que o motorista saiu do local do acidente com um amigo para ser atendido no Hospital Jayme Santos Neves e depois desapareceu. No local, o condutor realizou um teste do bafômetro que deu negativo, mas a polícia encontrou rebite na mochila do homem.

Fonte.. folhavitória

Leia mais

Leia também