Acadepol realiza curso prático de tiro e direção defensiva

Compartilhe

 

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Academia de Polícia Civil (Acadepol), deu início, nesta sexta-feira (20), às aulas práticas do curso de formação da segunda turma do concurso 001/2018. Nesta etapa, os alunos vão receber treinamento para manuseio de armas curtas e direção defensiva.

Participam do curso prático de tiro 40 candidatos ao cargo de médico-legista.
Os alunos, durante o curso de tiro, vão aprender sobre manuseio de arma de fogo, montagem e desmontagem, regras de segurança no estande, tiro barricado, saneamento de panes com pistolas, tiro em deslocamento, simulação com pista de combate policial, e recarga emergencial e tática. Os aprovados nesta etapa estarão habilitados para uso de arma curta, pistola Glock geração cinco.

Além disso, 17 alunos do cargo de auxiliar de perícia médico legal estão sendo treinados para direção da viatura de transporte de cadáver do Departamento Médico-Legal (DML), por meio do Curso de Direção Defensiva. Dessa forma, eles vão conseguir dirigir o veículo, além de utilizar os equipamentos de remoção do veículo.

As aulas práticas acontecem no Sindicato da Polícia Civil do Espírito Santo (Sindipol/ES), no município da Serra, das 8h às 17h, e prosseguem até a próxima segunda-feira (23). Ao todo, sete instrutores de Armamento e Tiro e dois instrutores de Direção Defensiva estão ministrando o curso.

O investigador de Polícia e coordenador do Serviço de Armamento, Tiro e Técnicas Operacionais (SATTO), Dilson Vicente Nunes, esclareceu que para o candidato ser aprovado precisa conhecer os fundamentos e técnicas de segurança e manejo da arma de fogo. Para isso, os alunos recebem treinamento com um corpo de instrutores bem treinados e experientes, realizam em média 270 disparos, além de fazerem prova prática ao final do curso, que é quando terão prova para serem feitos disparos de cinco e sete metros, além de prova teórica, com aproveitamento mínimo exigido de 70%.

O perito Oficial Criminal e Instrutor e Direção Defensiva, Marcel Rangel, é um dos responsáveis por ministrar a disciplina de Direção Defensiva. “É importante que o aluno tenha conhecimento do veículo que utilizará no dia a dia e tenha consciência da responsabilidade de conduzir uma viatura”, disse.

O curso tem carga horária total de 20 horas, divididas em dois dias, e, durante as aulas, os alunos passam por um circuito e aprendem sobre manutenção do veículo, abastecimento da viatura, utilização dos equipamentos para remoção de cadáver, responsabilidade com o bem público e Direção Defensiva.

Luana Gaburro Alves, candidata ao cargo de médico-legista, é médica há dez anos e atua como socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) há um ano. Ela, que já serviu ao Exército na Amazônia, contou sobre essa fase do curso de formação.

“Estou muito animada com a instrução. Os instrutores são altamente capacitados e nos transmitem muita confiança, além de tornar essa nossa entrada na instituição mais suave, com um ambiente de integração”, comentou Luana Gaburro Alves.

Ela disse também ter ficado surpresa com os materiais disponibilizados para o curso. “Foi muito satisfatório perceber que o Estado tem feito um grande investimento para nossa formação policial. Fiquei feliz em receber coletes novos e ter a oportunidade de treinar com um armamento de última geração”, acrescentou a candidata.

Na próxima semana, está previsto o início de nova turma para habilitação em armas curtas, desta vez para os candidatos ao cargo de auxiliar de Perícia Médico Legal. “Todos os candidatos aprovados no concurso passam pela disciplina para habilitação em arma curta”, explicou o delegado titular da Acadepol, Robson Damasceno.

O curso de formação está sendo realizado de forma híbrida, conta com a parceria da Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) e teve início no dia 03 de maio. A previsão é de que os novos policiais estejam aptos em novembro deste ano.

Texto: Adriana Nascimento Amaral, Policial Civil – Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi).

Leia também

Bueiro é construído no Córrego do Itá; agora são 82 em um ano e seis meses

A secretaria de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, com seus funcionários construíram mais...

Barra de São Francisco atende 46 pacientes de hepatite

As hepatites virais são um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo. É uma infecção...

ES: mulher é encontrada morta dentro de casa

Uma mulher foi assassinada dentro de casa, no bairro Vila Bethânia, em Viana, na Grande Vitória. A informação...

ES: vazamento de gás causou explosão e desabamento de prédio, diz laudo

O Corpo de Bombeiros do Espírito Santo divulgou, na manhã desta terça-feira (5), informações sobre o laudo que...

ES: menina de 4 anos é deixada de castigo, ajoelhada no cimento com mãos para trás e rosto virado para parede

Os pais de uma menina de quatro anos foram levados para a delegacia depois de uma denúncia de...

TCU analisa contas do governo federal de 2021

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprecia hoje (29) as contas do presidente da República, Jair Bolsonaro, relativas ao ano...