A resiliência do Partido Comunista da China está baseada no apoio do povo, indica pesquisa de Harvard


Rádio Internacional da China O Centro Ash para Governança Democrática e Inovação da Escola de Governo John F. Kennedy, da Universidade Harvard publicou o relatório “Compreendendo a Resiliência do Partido Comunista da China: Investigação de Longo Prazo sobre Opinião Pública China”, em julho do ano passado. O documento mostra que a taxa de satisfação do povo chinês com o governo central foi 93,1%, em 2016.

Três especialistas da instituição realizaram oito investigações na China de 2003 a 2016, entrevistando quase 30 mil chineses nas zonas urbana e rural. Eles concluíram que, desde 2003, a satisfação do povo chinês com seu governo melhorou quase em todos os aspectos. E a satisfação das pessoas no interior e nas regiões pobres aumentou significativamente.

O relatório indica que, no geral, quanto mais alto for o nível de governo, maior será a satisfação do povo. Porém, o povo também estava mais satisfeito com as administrações de base. Por exemplo, a satisfação com a governança nas vilas aumentou de 43,6%, em 2003, para 70,2%, em 2016.

A impressão das pessoas sobre as autoridades locais também mudou positivamente. A publicação aponta que mais e mais pessoas pensam que as autoridades locais são “sábias” e “solucionam problemas práticos”, e cada vez menos pessoas pensam que elas “apenas falam, mas não atuam” e “em prol dos interesses dos ricos”.

Xi dirige reunião sobre o estudo da história do Partido Comunista da China

Xi dirige reunião sobre o estudo da história do Partido Comunista da China (Foto: Xinhua)

Leia mais

Leia também