Professor de Anchieta utiliza redes sociais para tornar conteúdo mais atrativo

O Instagram foi a ferramenta utilizada para atrair os jovens para os estudos sobre filósofos iluministas.

Mesclar o novo para ensinar História é o que tem feito o professor, Jordan Alves, que leciona a disciplina na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Coronel Gomes de Oliveira, em Anchieta. Utilizando as redes sociais, ele tem envolvido os alunos de forma mais dinâmica durante as aulas. A geração, que está bem habituada a utilizar o Instagram, por exemplo, tem participado de forma expressiva das aulas sobre filósofos iluministas.

Divididos em grupos, os estudantes pesquisaram perfis de teóricos, as ideias defendidas por cada um e trechos de livros. Os grupos fizeram contas nessa rede social para alimentar com os conteúdos produzidos por meio das pesquisas. Vídeos e até mesmo “memes”, linguagem muito utilizada nas redes sociais, foram utilizados.

O professor destacou que “o grande desafio como educador em uma sociedade tecnológica é associar a educação e seus processos com as possibilidades educativas dos meios de comunicação, pois estamos vivenciando a sociedade do conhecimento e o impacto das transformações sociais e tecnológicas na educação é inegável”.

Para o professor, o mais impressionante no trabalho foi ver o interesse dos estudantes em produzir conteúdo e perceber que tais ideias transpassaram os muros da escola.