Ministério Público apura denúncia de uso de maquinário da prefeitura de Ecoporanga em fazenda do prefeito Elias Dal’Col

Ecoporanga mais uma vez está no radar do Ministério Público do Espírito Santo.

Seis meses após deflagrada a Operação “Varredura”, denominada “Eco do Inhambu”, comandada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), em que investigava fraudes em contratos no setor de coleta e tratamento de lixo, que resultou na prisão do Secretário Municipal de Meio Ambiente Thiago Caldeira,  agora o Ministério Público apura uma Notícia de Fato contra o prefeito da cidade, Elias Da’Col.

De acordo com com informações disponíveis no site do Ministério Público do Espírito Santo, trata-se de Notícia de fato instaurada para apurar suposto uso de máquinas públicas e servidores em serviço realizado na fazenda particular do prefeito Elias Dal’Col e superfaturamento no contrato de calçamento do espaço destinado a ambulantes e loteamento “Invasão”.

Conforme as imagens é possível verificar a grandeza da obra que está sendo executada, segundo a denúncia, com o maquinário da prefeitura.

Se for caracterizado o crime, que é o uso da máquina pública em benefício próprio, o prefeito Elias Dal’Col poderá ser condenado por Improbidade Administrativa e até perder o mandato.

Todas as informações estão disponíveis no site do Ministério Público Estadual

Número dos autos: 2019.0033.8254-31

Link para acompanhamento