Suspeito de estuprar filha por dez anos é preso no interior do Espírito Santo

Um lavrador de 38 anos foi preso na tarde dessa quarta-feira (11), na localidade de Forno Grande, em Castelo, Sul do Espírito Santo, suspeito de estuprar a própria filha por dez anos. Ele, a princípio, negou as acusações, mas depois acabou confessando. O homem foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

A prisão aconteceu depois que a Delegacia Especializada de Atenção à Mulher (DEAM) de Venda Nova do Imigrante recebeu uma denúncia informando que o suspeito estuprou e ameaçou a filha, de 20 anos.

A vítima procurou a delegacia em busca de ajuda, depois de sofrer violência sexual por dez anos. Ela relatou que os estupros começaram quando tinha dez anos de idade e, desde o início, era ameaçada pelo pai.

O suspeito tinha a guarda da filha e também da enteada, de seis anos. Moravam apenas os três e ambas dependiam financeiramente dele. Por tudo isso, a jovem nunca teve coragem de denunciar.

No entanto, a situação se agravou ainda mais. “A jovem relatou que recentemente, passou a ser ameaçada de morte pelo próprio pai, para que ela não contasse a ninguém sobre os constantes estupros que vinha sofrendo. Além disso, percebeu que a irmã, de apenas seis anos, também estava sendo assediada por ele”, informou a titular da DEAM, delegada Lorena Robaldo.

Diante dos fatos, policiais da DEAM estiveram no local de trabalho do suspeito, e o levaram para a delegacia. Inicialmente, ele negou as acusações, mas, ao ser informado que a filha mais velha seria submetida a exames, acabou confessando que tinha violentado a jovem nos últimos dois dias, e também confirmou as ameaças.

A delegada pediu a prisão preventiva do suspeito pelo crime de estupro, que foi concedida pela Justiça. Ele também foi autuado em flagrante por ameaça. O lavrador foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.