Anpo participa de reunião com empresários capixabas e baianos promovida pelo Simagran no estado da Bahia

 

Objetivando a aplicação de investimentos na região sudoeste da Bahia, Empresários do setor de Rochas Ornamentais buscaram apoio institucional junto ao SIMAGRAN-BA, entidade Patronal representativa no Estado, na tentativa de superar obstáculos relacionados à liberação das licenças ambientais junto aos órgãos competentes, Estadual (INEMA) ou municipais (Prefeituras), bem como, para obter celeridade nos Processos junto à ANM – Agência Nacional de Mineração.

No dia 28 de maio de 2019, o SIMAGRAN apoiado pela ABIROCHAS – Associação Brasileira da Indústria de Rochas Ornamentais e pela FIEB – Federação das Indústrias do Estado da Bahia, se reuniram para captar melhor as demandas e identificar os principais gargalos existentes.

Foram convidados e estiveram presentes o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território Bacia do Paramirim, na oportunidade representado pelo seu Presidente Sr. Roberval Meira, que também é Prefeito da cidade de Dom Basílio-BA e pelo secretário executivo Sr. Leonardo Santos, bem como, a ANPO – Associação Noroeste dos Produtores de Rochas Ornamentais, uma das pioneiras na criação de consórcio específico do setor, representado pelo seu presidente  Sr. Mario Imbroisi.

A reunião foi coordenada pelo Presidente da ABIROCHAS, Sr. Reinaldo Sampaio, onde o mesmo avalia que: “Se as legislações brasileiras definissem prazos para que os Entes Públicos cumprissem suas obrigações para com os Entes Administrados, como está definido nos deveres dos Administrados para com os Entes Públicos, essa reunião, talvez não fosse necessária. Mas, não é essa a realidade brasileira; de modo que, Empresários que não se sentem atendidos nos seus justos pleitos, recorreram às Entidades Empresariais que podem atuar em defesa dos seus legítimos interesses. A lição importante que deve ser observada é que, as Entidades de Classe, representativas de segmentos ou setores empresariais, são um porto seguro para cada Empresário e empresa, por isso, fortalece-las, significa multiplicar as forças de cada empreendedor e ampliar a sua representatividade”

Nesse encontro, o SIMAGRAN e as demais entidades envolvidas destacaram ainda que é fundamental a criação de Consórcios Municipais, como entes que poderão contribuir para alinhar as percepções das comunidades e dos gestores locais quanto aos benefícios socioeconômicos da atividade mineradora nas suas respectivas regiões.