Saiba quais são as estratégias usadas nas buscas por vítimas da tragédia de Brumadinho

As buscas pelas 292 pessoas desaparecidas na tragédia de Brumadinho continuam nesta segunda-feira (28). As equipes lideradas pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais adotam estratégias diferentes para localizar sobreviventes e vítimas da lama que vazou da barragem de rejeitos que estourou na sexta (25).

Algumas dessas estratégias são:

  • Sobrevoo
  • Leitura de calor e imagem de satélite
  • Buscas manuais na lama
  • Sinal de celular
  • Apitos
  • Cães farejadores
  • Sonares

As estratégias variam de acordo com o tempo decorrido desde o vazamento. Aos poucos, a lama fica mais sedimentada – ou seja, menos fofa. Por isso, as equipes precisam tomar cuidados para não colocar em risco os possíveis sobreviventes nem os próprios bombeiros.

“É um trabalho de formiguinha, são áreas gigantescas”, diz o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

Os socorristas usam cajados para perfurar a lama em busca de corpos, sobreviventes ou veículos que possam estar soterrados. O trabalho é cansativo. Como a lama está fofa, os pés afundam. Alguns estão usando roupas de mergulho.

O número de mortes subiu para 60, e 192 pessoas haviam sido resgatadas com vida até esta segunda (28).

Bombeiros usam cajados para perfumar a lama em busca de corpos ou sobreviventes — Foto: Reprodução/GloboNews
Bombeiros usam roupa de mergulho para rastejar na lama em busca de desaparecidos em Brumadinho (MG) — Foto: Reprodução/TV Globo