Polícia Civil prende homem acusado de estuprar a própria mãe, além da filha, sobrinha e enteada

policia-civil-prende-homem-acusado-de-estuprar-a-propria-mae-alem-da-filha-sobrinha-e-enteadaDepois de quase um mês de investigação, a Polícia Civil conseguiu colocar atrás das grades Luiz Boaventura, de 34 anos, na região de Iriritimirim, na divisa de Linhares com Rio Bananal. De acordo com o delegado chefe da 16ª. Delegacia Regional de Linhares, Valter Barcelos, Luiz foi preso na manhã desta quarta-feira (01) escondido numa mata fechada e de difícil acesso. Era ali, que ele sempre se escondia quando se sentia ameaçado. Devido ao aparato policial ele não conseguiu resistir a voz de prisão.

Luiz, de acordo com o delegado, é acusado de estuprar a própria mãe, além da filha de 12 anos, a sobrinha de 10, e a enteada de 16, além de outros crimes como charlatanismo, curanderismo, estelionato, incêndio criminoso, diversas ameaças, lesão corporal e violência doméstica. “Toda vez que ele percebia a aproximação da Polícia ele fugia para dentro da mata sempre levando uma menina com ele”, reforça Barcelos.

Segundo ainda o delegado, além dos estupros ele mutilava as meninas – cortava os cabelos e os braços. Luiz Boaventura chegou a expulsar os vizinhos do local e incendiou a propriedade rural onde morava. Numa das visitas do Conselho Tutelar ao local para apurar denúncias, os conselheiros também foram expulsos por Boaventura, informou o delegado.

Para tentar fugir das abordagens policiais, ele chegou, inclusive, a representar contra os militares como forma de desviar o foco das investigações. Após prestar depoimento ao delegado Valter Barcelos na sede da DRL, no bairro Três Barras, Luzi Boaventura foi encaminhado ao Presídio de Linhares onde está a disposição da Justiça. O delegado acredita que, se condenado, a pena do acusado pode ultrapassar a 20 anos de prisão em regime fechado.