Funcionários de empresas que prestam serviço para prefeitura entram em greve em Barra de São Francisco

greve-7Após a confirmação da abertura de uma CPI assinada por cinco vereadores, os funcionários das empresas prestadoras de serviços a prefeitura de Barra de São Francisco entraram em greve na manhã desta quarta-feira, 11/03/2015.

Os funcionários grevistas permaneceram aglomerados na Praça central da cidade, que fica em frente a prefeitura.

Entre os vereadores que abraçaram a luta dos funcionários está Valézio Armani (PSD), que participou inclusive das manifestações, apoiando os funcionários.

greve4

greve-6O vereador Valézio Armani anda indignado com a situação, ao ponto de postar em seu facebook a seguinte nota: Continua a vergonha em Barra de São Francisco, funcionários da Libra sem receber a 04 meses entraram em greve, alguns relataram que estão se alimentando com ajuda de vizinhos, porque os supermercados não querem mais vender para eles.

De acordo com a prefeitura, os repasses estão sendo feitos para as empresas. Essas alegam não receber. De acordo com um advogado, a responsabilidade de pagar os funcionários é da empresa. “O compromisso da prefeitura é com a empresa. Quem tem que pagar o salário em dia para os funcionários é a empresa, independente de receber ou não. Até porque, entendo que a empresa tem outros contratos e outros funcionários, ou será que existe só pra prestar serviço para a prefeitura de Barra de São Francisco”, destacou o advogado em conversa com o SiteBarra.

CPI

Alguns vereadores resolveram requerer uma CPI para apurar supostas irregularidades no pagamento dos funcionários pelas empresas Libra e Ambiental, que prestam serviço para a prefeitura municipal de Barra de São Francisco.

O requerimento foi lido e despachado para a Comissão de Justiça, estando o mesmo assinado pelos vereadores José Valdeci, Lula Cozer, Carlinho da Dengue, Juvenal Calixto e Valézio Armani.

Muitos funcionários sem mostraram indignados com o vereador Jessui da Cesan, que segundo eles, ultimamente tem agido com boné de dois bicos, não sabe onde fica e vive pulando de um lado a outro. “Ele e outros não ficaram do lado dos trabalhadores”, disse um funcionário.

Ainda na sessão de desta segunda-feira, foram aprovadas as convocações do proprietário das empresas Libra e Ambiental e dos contadores e tesoureiro da prefeitura de Barra de São Francisco para esclarecer sobre os pagamentos feitos a essas empresas.

greve5 greve2 (1) greve2 greve1 greve greve-7