Pela primeira vez a água de nossa região pode mesmo acabar, já nas próximas semanas

POR ELIANA NASCIMENTO 

paulistaPassando pelo Córrego do Socorro, nesta manhã de sexta feira, 30/01, Paramos na Comunidade dos “Colombi”, exatamente onde é captada a água que abastece Vila Pavão.

O local é estratégico porque ali se juntam dois córregos de boa vazão. O Córrego do São Sebastião e o Córrego do socorro.

O local fica a 7 km da sede de Vila Pavão, cidade que não possui rios que a atravesse.

Ao vermos o rio ficou claro o porquê da Campanha da economia de água na cidade: O manancial está no limite. Não há como aumentar a capacidade das bombas porque a água está, literalmente, acabando.

Com a volta às aulas, seria necessário mais água, mas enquanto não chover, parece que a única solução é mesmo a economia.

São muitos lugares onde a água está se esgotando. Em Nova Venécia, já se fala em estado de emergência em breve:

A situação não é animadora, mas também não e de desespero. O grande objetivo agora é conscientizar a população, principalmente o agricultor, a racionar água. Nesse momento a solidariedade também é importante, como aconteceu nas enchentes, um procurando ajudar o outro, esse momento não é diferente”, disse o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Theomir Bassete Filho.

IMG_00521

Em Vila Paulista a situação é semelhante, o rio está por um fio e pode faltar água a qualquer momento.

Que fique bem claro: Não pretendemos causar pânico, apenas enfatizar que, assim como São Paulo, se não chover na próxima semana, possivelmente, teremos racionamento de água em nossa região. O que significa que poderá ter água apenas alguns dias da semana, ou em horários pré-estabelecidos. Até mesmo as aulas poderá ser suspensas se  a água acabar de vez. Por isso, vamos começar agora a fazer nossa parte:

Não lavar calçadas, carros e evitar todo tipo de desperdício da água. É fundamental neste momento de tamanha estiagem e de (pela primeira vez na história) tamanha seca dos rios a nossa solidariedade.

IMG_00061 IMG_00031