Governo consegue na justiça liminar para suspender greve dos professores

assembl_passeata_8abril-6Antes mesmo de começar a greve dos professores do Espírito Santo foi declarada ilegal. O governo do Estado do Espírito Santo conseguiu na justiça uma LIMINAR na Ação Declaratória de Ilegalidade de Greve.

De acordo com a decisão do Desembargador Carlos Henrique Rios do Amaral, fica imediatamente suspenso o movimento grevista que se pretende iniciar nesta segunda-feira, 14 de abril de 2014.

Na última semana, professores já se preparavam para o início da greve. em Barra de São Francisco, Polivalente e João XXIII já anunciaram que os professores vão parar nesta segunda.

Caso descumpra a decisão, o Sindupes – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo, terá que pagar uma multa de R$ 20 mil por dia de descumprimento.

No pedido de liminar, o Estado relatou que, considerando o teor da Lei estadual 7.311/2002, o Sindupes não cumpriu as determinações estabelecidas para deflagrar a greve em data aprazada.

Veja aqui a Liminar – fim da greve dos professores

Entenda aqui o motivo da greve dos professores

O Sindiupes ainda não se manifestou sobre a decisão da justiça.