Empresário é encontrado morto em casa de máquina de piscina, em Conceição da Barra

ConceiçãoO empresário Mário Ferreira Alves Dias, de 74 anos, dono de um parque aquático em Conceição da Barra, no Norte do Estado, foi morto a pauladas. O corpo dele foi encontrado na casa de máquinas de uma piscina do Mirante Beach Park, anexo à pousada de mesmo nome. Ele era o proprietário do espaço que fica aberto aos finais de semana.

De acordo com a Polícia Militar, o empresário estava desaparecido desde a manhã da última quarta-feira (12). O filho dele, dono da pousada, preocupado com a ausência do pai, ligou para o celular dele, mas ninguém atendia. O filho, então, passou a procurá-lo e encontrou o corpo na manhã desta quinta-feira (13), por volta das 10 horas.

 A Polícia Militar informou que a vítima estava amarrada e apresentava ferimentos na cabeça. Uma marreta de borracha foi encontrada próxima ao corpo. Ainda não há suspeitos do crime. Segundo a Polícia Militar, ninguém foi detido por enquanto.

De acordo com a Polícia Militar, o empresário estava desaparecido desde a manhã de quarta-feira. O filho dele, dono da pousada, deu falta do pai e ligou para o celular dele, mas ninguém atendia. O filho então passou a procurá-lo e encontrou o corpo por volta das 10 horas.

O corpo foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Linhares.

De acordo com familiares do empresário, ele será sepultado na grande Vitória nesta sexta-feira, onde mora a esposa e dois filhos. O local do sepultamento não foi informado.

Investigação

A Polícia Civil trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio (roubo seguido de morte) e vingança. “Acreditamos que possa ser latrocínio porque o carro da vítima não estava no local do crime, mas não descartamos a hipótese de vingança. A vítima não registrava os funcionários da empresa, as pessoas prestavam serviços esporadicamente. Existe a possibilidade de algum ex-funcionário tê-lo matado por possíveis desentendimentos”, informou o delegado Roberto Fanti de Resende.

O delegado disse ainda que um suspeito já foi localizado mas que não poderia dar mais informações para não atrapalhar as investigações. A polícia solicitou à justiça a quebra do sigilo do celular da vítima. Até o fechamento desta edição ninguém havia sido preso.

 

Fonte: A Gazeta