Chuva reúne Casagrande, Hartung e Magno Malta

ReuniãoA chuva reuniu na mesma mesa os três virtuais candidatos ao governo do Estado. O ex-governador Paulo Hartung (PMDB) e o senador Magno Malta (PR) acompanharam atentamente os números do governador Renato Casagrande (PSB), que fez um balanço das chuvas na manhã desta sexta-feira (27), no Palácio Anchieta. Deputados e secretário de governo também participaram da reunião.

O encontro aconteceu na reunião do Conselho de Desenvolvimento e Social do Estado do Espírito Santo (Codes). A ideia entendida pelos meios políticos é de que o momento é de união para a reconstrução do Estado, termo utilizado na eleição de 2002 de forma retórica pelo ex-governador Paulo Hartung e que agora ganha sentido literal com as chuvas dos últimos dias.

Hartung se sentou imediatamente ao lado do governador, que ocupava a cabeceira da mesa. Um posicionamento simbólico para a classe política. Nos últimos dias, começou a ganhar força a ideia de que a reconstrução do projeto de unanimidade para a disputa do próximo ano estaria em curso.

O governador Renato Casagrande, depois de ganhar fôlego no interior do Estado e com o desempenho abaixo do esperado pela presidente Dilma Rousseff no Estado, estaria desestimulando Hartung a entrar na disputa ao governo.

Com o episódio das enchentes e a necessidade de união da classe política na busca de soluções para o impacto da chuva no Estado, teria aberto caminho para que os dois pudessem iniciar o processo de aproximação política para consolidar a reunião do processo de unanimidade.

Também na mesa, o senador Magno Malta não estaria como integrante da unanimidade, mas como membro da bancada federal para oferecer propostas de destinação de recursos. Critico à política praticada tanto por Hartung quanto por Casagrande, Malta não deve entrar no projeto da unanimidade.

Por: Renata Oliveira