Mantena: 1ª Audiência Pública dos Concursados lota plenário da Câmara

Na noite desta terça-feira (3), foi realizada no plenário da Câmara Municipal de Mantena, a 1ª Audiência Pública dos Concursados/2012. O plenário recebeu um grande número de pessoas, talvez o maior envolvendo o assunto desde que o tema vem sendo discutido. Na pauta da noite a questão mais importante para o futuro dos aprovados no concurso público realizado ano passado, “posse”, um assunto que vem se arrastando em meio a decisões judiciais e limitares.

fe040913concurso

Presidiu a sessão o vereador Robério, e com ele compuseram a mesa os vereadores, Marcelo do Lico, Rodrigo Curty e Anderson (Branca de Neve). Os ânimos da platéia presente (em certos momentos) era exaltado em função de alguns pronunciamentos como o que abriu a sessão e foi escrito pelo chefe do executivo municipal Dr. Wanderson (que não compareceu), e lido pelo advogado da casa (Dr. Carlos Jório), narrando  entre outras coisas que recorrerá de um prazo de mais 90 dias para analisar ainda mais o processo.

Em seguida, justificativas, reclamações, apelos, desabafos e todo um dossiê do que aconteceu até o momento (desde a divulgação dos aprovados), narrado pelos que estão à frente da comissão dos concursados, foi explanado junto aos presentes, reforçando manifestações de apoio da platéia. Em resumo, e o que foi concluído pelos que propuseram esta audiência é que a iniciativa foi boa, mas não satisfatória pois não alcançou seu principal objetivo que era solucionar os impasses, e garantir que todos os aprovados tenham sua vaga garantida.

Mais tarde, uma nota de agradecimento foi publicada na internet pela direção da comissão dos Concursados, narrando o seguinte:

“Obrigado a todos que compareceram na 1ª Audiência Pública dos Concursados/2012 na Câmara Municipal, isto mostra que estamos fortes e invictos lutando pelos seus direitos. O direito está intimamente ligado a Honra, ao respeito, ao trabalho, essa é a ligação forte que tem, a pessoa e o direito, um não vive sem o outro. O direito é uma luta incessante que nunca acaba, porque é de interesse coletivo, são mais de 300 concursados.

O ministério público está do nosso lado, porque o mesmo não compactua com as injustiças e o que prevalece sempre é a justiça. Como todos sabem, o Ministério Público é grande, forte e atuante graças às suas novas atribuições que lhe foram conferidas pelos constituintes ao darem a vida à nossa Constituição Cidadã de 1988.

Lá, fizeram construir um Ministério Público com atribuição para defesa dos Direitos Fundamentais, da legalidade e da democracia, funções que honram a todos nós, razão pela qual nos empenhamos todos os dias para sermos dignos da missão que nos foi confiada. Temos que continuarmos unidos e participativos na luta pelos nossos direitos e conquistas alcançadas e que Deus nos guarde e proteja!”, conclui a nota.

Texto/foto: Portal Mantena