Homenagem à “Gente que Transforma o Amanhã”

image001Personalidades do Espírito Santo se destacam internacionalmente por sua ação diferenciada como facilitadores e parceiros da sócio transformação no tecido social capixaba. Entre os homenageados estão desembargadores, juízes, procuradores, secretários e lideranças religiosas.

Ao todo, serão 14 os condecorados, na solenidade “Gente que Transforma o Amanhã”, a ser realizada no próximo dia 19 de abril, das 9 às 11h30, no auditório Hiroschi Fusekawa, no Centro de Controle da ArcelorMittal Tubarão, no município de Serra.

Reconhecidos pela entidade social internacional do grupo ArcelorMittal, a ArcelorMittal Foundation, como agentes imprescindíveis na transformação positiva do amanhã, as lideranças capixabas foram contempladas por se destacarem em sua performance, abrangência do trabalho, transcendência da esfera de atuação e engajamento pessoal em suas respectivas categorias.

A escolha não se deu por acaso, além dos notáveis avanços do Espírito Santo nas áreas dos premiados, uma das unidades do Grupo no Estado, a ArcelorMittal Tubarão, completa 30 anos de atuação.

 

Confira a relação de homenageados, por categoria:

Catharina Maria Novaes Barcellos (desembargadora vice-corregedora do Tribunal de Justiça do ES (TJES) e supervisora das Varas da Infância e da Juventude do TJES) – “Organização das estruturas do trato da Infância e da Juventude”

 

José Adalberto Dazzi (Procurador de Justiça e dirigente do Centro de Apoio Operacional de Implementação das Políticas de Saúde (Caps)) – “Difusão de políticas e aprimoramento das instituições de saúde”

 

Hermínia Maria Silveira Azoury (juíza de Direito e coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar – TJES) – “Proteção à mulher e combate à violência doméstica”

 

Maria Francisca dos Santos Lacerda (desembargadora do Trabalho aposentada e ex-presidente do TRT-ES e ativista do projeto Justiça, Trabalho e Cidadania nas escolas) – “Educação para a dignidade a partir do trabalho”

 

Coronel Jailson Miranda (coordenador regional do PROERD, Polícia Militar do Espírito Santo) – “Educação para a resistência às drogas e à violência nas escolas”

 

Dom Luiz Mancilha Vilela (Arcebispo Metropolitano de Vitória e Incentivador da Rede Cáritas) – “Rede de proteção econômico e sócio-espiritual às pessoas em vulnerabilidade social”

 

Maestro Leonardo David (criador da camerata do SESI e Maestro Adjunto da Orquestra Filamôrnica do Espírito Santo) – “Popularização da cultura erudita”

 

Márcia Lamas (ex-secretária de Educação da Prefeitura Municipal de Serra) –  “Promoção da educação em valores humanos na rede pública de ensino”

 

Janete Pantaleão (juíza da 2ª Vara da Infância e Juventude da Serra e Coordenadora Estadual das Varas da Infância e Juventude do ES) – “Fortalecimento da rede de proteção e ressocialização do jovem em conflito com a lei”

 

Luzia Toledo (deputada Estadual, ex-senadora, vice-presidente do Asilo dos Velhos de Vitória, presidente da Comissão de Cultura e Comunicação Social e membro das Comissões de Finanças e de Constituição e Justiça.) – “Defesa da causa do idoso e valorização do pequeno artesão”

 

Daury Cesar Fabriz (presidente da Academia Brasileira de Direitos Humanos) –  “Difusão dos Direitos Humanos e desenvolvimento de mecanismos de promoção dos direitos fundamentais do homem”

 

Pastor Abel Scabello (ex-presidente da ONH Lar Batista Meador /Fundação Batista do Espírito Santo) – “Promoção da capacitação de pais e mães sociais na construção de novas configurações familiares”

 

Patricia Krug (artista plástica que luta contra a esclerodermia e espondiloartrose por meio da arte) – “Divulgação da arte como superação e sublimação de desafios”

 

Gonçalo Medeiros (presidente do Instituto de Valores Humanos) – “Difusão de ideais espirituais em metodologias de ensino, gestão e relacionamento entre esferas da rede social”