Prefeitura ameaça cortar verba dos estudantes de Nova Venécia e causa revolta

Uma nova polêmica está envolvendo os universitários de Nova Venécia e a Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco. Desta vez a prefeitura está ameaçando cortar a ajuda financeira que dá aos estudantes.

O executivo municipal diz que está recebendo reclamações sobre paradas e consumo de bebidas nos ônibus, já os estudantes rebatem a afirmação e garantem que a grande maioria dos universitários não participa desse tipo de situação.

Uma estudante de Educação Física chegou a dizer que os ônibus que levam alunos para Colatina também “parada obrigatória” em bares, mas a informação foi negada por estudantes. Segundo os estudantes de Colatina, esse ano não está acontecendo parada, como acontecia em anos anteriores.

Outro universitário contesta a versão da prefeitura e vai além: “Eu acho que essas pessoas deveriam ir pelo menos um dia no ônibus para saber como é. Lógico que tem gente que faz bagunça, em qualquer lugar tem, mas essas pessoas são minoria, gente que não vai ser prejudicada se a ajuda da prefeitura for cortada. Eu trabalho o dia inteiro e vou para a faculdade a noite em outro município por que em Barra de São Francisco não tem opção do meu curso. Igual a mim tem várias pessoas, gente que paga a faculdade  apertado, que é bolsista, meio bolsista ou faz empréstimo. Em vez de querer cortar a ajuda a prefeitura deveria pensar em aumentar, só esse mês eu paguei R$ 160,00 de ônibus, o pessoal de Colatina ta pagando mais barato e a distância é bem maior.” Desabafou um estudante de direito.

“Eu concordo que a prefeitura fiscalize, por que afinal de contas é dinheiro público, mas também é necessário conversar e parar de julgar todo mundo por meia dúzia. Além disso, está muito caro o ônibus a R$ 160,00. Em Ecoporanga  os alunos pagam de 20 a 30 reais por mês”, enfatiza.

“Eu acho que já que não tem praticamente nenhuma opção para quem quer cursar faculdade no município a prefeitura deveria pelo menos ajudar os alunos. Dar condição por que se não o que se vê é gente saindo do município para estudar e morar fora. Se  o município não dá assistência para quem quer melhorar através do estudo  como esperar que as pessoas continuem em Barra de São Francisco?” indaga uma estudante.

A prefeitura vai decidir se corta a verba dos estudantes em reunião nesta terça-feira, 20/03, às 13h30min, no Auditório da Semec. Estarão presentes o Prefeito Municipal Waldeles Cavalcante, o Vice Paulinho Caipora e a Secretária de Educação Betha Gaiotti.